Democracia sangrenta

De um leitor inconformado com a proposta de George Bush e que tais de exportarem seu modelo de democracia para outras plagas: “Que democracia é esta que, nos últimos 40 anos assassinou todos seus principais dissidentes? John e Robert Kennedy, Martin Luther King, Malcom X, John Lennon, todo mundo que pensava diferente nos Estados Unidos foi morto. E ninguém foi punido”, protesta.

Vilões
A reforma tributária deveria começar atacando as contribuições sociais (Cofins, CPMF, etc), as grandes vilãs do sistema tributário, prega o advogado tributarista Arcênio Rodrigues da Silva. Desde a Constituição de 1988 a União é obrigada a repartir com os estados os impostos – menos a contribuição social. Isso deu margem ao governo Fernando Henrique Cardoso de aumentar esse tipo de imposto. Somente a CPMF arrecada R$ 20 bilhões ao ano. “Uma reforma tributada fatiada, desmontando aos pouco esse sistema perverso é a melhor saída”, avalia Arcênio.

Fulbright
Pela primeira vez no Rio de Janeiro, Brasil e EUA sentam lado a lado para discutirem suas experiências na área de inclusão social. Especialistas e acadêmicos dos dois países estarão debatendo no V Encontro Nacional de Ex-bolsistas Fulbright (ex-bolsistas selecionados pelo programa de intercâmbio educacional e cultural do governo americano) estratégias e a questão da responsabilidade social das empresas. Na platéia e nas mesas de debates, entre outros, estarão a escritora Rose Marie Muraro, a bailarina Ana Botafogo e o ator Paulo Betti. O evento será realizado de 4 a 6 de maio, em Copacabana. Inscrições pelo telefone (21) 2513-4274.

Tolerância zero
E o número de presos políticos nos Estados Unidos não pára de crescer. Três freiras católicas foram condenadas sob a acusação de “sabotagem e destruição de propriedade” ao invadirem um silo de mísseis do governo no Norte do Colorado, ano passado. As freiras argumentaram terem realizado protesto pacifista e que se limitaram a obedecer ao pedido do presidente George Bush para pôr fim às armas de destruição em massa.
As três pacifistas, que trabalhavam como professoras, cortaram cabos e desenharam uma cruz com seu próprio sangue na tampa do silo Minuteman III, perto de Greeley, Colorado, em 6 de outubro, antes de serem presas. A sentença será divulgada em 25 de julho. As três religiosas, que têm entre 50 e 60 anos, podem ser condenadas a até 30 anos de prisão e a ter de pagar fiança de até US$ 250 mil. “Não somos culpadas sob a lei de Deus e sob a lei internacional”, enfatizou uma das irmãs, Carolyn Gilbert.

Bons tempo$
Negociar com Saddam Hussein foi um negócio bilionário para o Brasil. Para se mais preciso, de US$ 30 bilhões. Foi esse o montante movimentado no comércio entre os dois países entre os anos 70 e 80, quando os dois países tinham um projeto comum: dominar todo o ciclo da tecnologia da bomba atômica.

Travessia
Naquele período, o Brasil exportou alimentos, automóveis e serviços de engenharia, enquanto importava o petróleo dos iraquianos. A parceria com Saddam foi fundamental para o Brasil atravessar os dois choques do petróleo, sem traumas ainda maiores. Numa época em que o Brasil não dispunha de crédito internacional, o presidente iraquiano fornecia petróleo ao país sem exigir garantias.

Prestigiado
Antes de tentar enquadrar os setores autênticos de seu partido, o presidente nacional do PT, José Genoino, tem uma pergunta emblemática a responder. Como cobrar da bancada petista no Congresso Nacional a taxação de aposentados se na sua última reunião o Diretório Nacional do partido aprovou moção reafirmando o tradicional repúdio do partido a essa forma de perversão social. Por mais de uma vez, Genoino salientou que a presença do presidente Lula na reunião servia para demonstrar o respeito que ele tinha pelo partido. Se, porém, predominar o “pacotão” baixado pela cúpula do partido, o PT vai ficar mais próximo do papel decorativo desempenhado pelo PSDB durante o reinado tucano do que do partido democrático e vibrante de que se orgulhavam seus militantes e simpatizantes.

Artigo anteriorPara fora
Próximo artigoAmigo
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Objetos do Coração ajuda o Pró Criança Cardíaca

E-commerce que vende objetos para casa e decoração exclusivamente em formato ou com estampa de coração vai doar 10% da venda de produtos selecionados...

Empresa Fácil oferece estudo de viabilidade a novos empreendedores  

Sistema permite a emissão do Alvará Provisório em 24h.

Fatores comportamentais podem influenciar nos acidentes de trabalho

Psicóloga e uma assistente social e também técnica de segurança do trabalho criaram o jogo Conversa Segura.

Reclamações sobre serviços de telecom caem 28,4% em maio

O número de reclamações de usuários dos serviços de telecomunicações caiu 28,4% em maio de 2021 na comparação com maio do ano passado, segundo...

EMS explica faturamento com o ‘kit Covid’

farmacêutica brasileira EMS informou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia que faturou R$ 142 milhões com medicamentos do kit Covid-19 em 2020,...