Dependência

A participação das exportações do país no comércio mundial recuou de 0,96%, em 1997, para 0,94%, em 1998, e para 0,86%, ano passado. Os números, apresentados pelo vice-presidente do Corecon-RJ, Reinaldo Gonçalves, em entrevista ao último número do Jornal dos Economistas, mostram a cresce perda da competitividade internacional do país.
Gonçalves salienta que, nesse sentido, é particularmente significativa a queda de 1998 para 1999, por ser acompanhada, pelo segundo ano consecutivo, da redução do valor absoluto das exportações brasileiras.
A receita das exportações recuou de US$ 53 bilhões, em 1997, para US$ 51 bilhões, em 1998, e para US$ 48 bilhões, ano passado. O desempenho medíocre do Governo FH também é evidente no comércio exterior: a participação do Brasil no comercial mundial reduziu-se de uma média de 0,96%, em 1990-94, para 0,92%, em 1995-99. Ou seja, em termos de comércio exterior, o Fernando II foi ainda pior do que o Fernando I.

Tédio
Deve estar mais monótono do que se pensa o dia a dia no Planalto. O presidente FH gastou seu programa semanal de rádio, ontem, para defender o respeito de motoristas e das pessoas nas ruas para com a faixa de pedestres.

Primeiro Mundo
A mãe dos jogadores de vôlei Tande e Adriana Samuel (ele da equipe de quadra e ela integrante da dupla de praia) foi assaltada no aeroporto de Sydney logo que desembarcou. Os assaltantes roubaram sua bolsa com US$ 700 em dinheiro, cartões de crédito, além do seu passaporte. Prova de que não é apenas nos países pobres que turistas são alvo preferido dos larápios, a mãe dos atletas foi a décima vítima dos assaltantes no aeroporto de Sydney, só no dia de ontem. Apesar do susto na chegada, Maise não perdeu a esportiva e garantiu que o que importa é estar do lado dos filhos na Olimpíada. É uma experiência sensacional, disse.

Mesmo time
Piadinha inevitável depois da contratação de Ronaldinho como aparador de vaia do presidente FH na parada de 7 de setembro, em Brasília: Sabe qual a semelhança entre o Ronaldinho e o presidente FH? O primeiro não joga e o segundo não governa.

Missão quase impossível
Técnicos da Secretaria de Informática do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estarão hoje, às 10 horas, na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados (Anexo II, Sala 13) para demonstrar aos parlamentares a segurança das urnas eletrônicas.

Reflexos
O senador Pedro Simon (PMDB-RS) culpou o desemprego e a influência da televisão pela escalada da violência, não somente nas grandes capitais, como nas cidades de menor porte. O senador mostrou sua perplexidade, principalmente, o grande número de assassinatos sem causas aparentes. É tão impressionante que a gente não consegue entender que filosofia faz com que toda uma sociedade altere sua maneira de ser e a violência atinja o índice atual, afirmou.

Cassetete
Anda feia a coisa para os jornalistas cearenses. O piso da categoria está abaixo do soldo dos soldados da PM.

Passado
Mesmo os mais benevolentes que aguentaram assistir à entrevista do economista Gustavo Franco ao programa Roda Viva, na TVE, não conseguiram fugir a uma constatação: o ex-responsável pelo engessamento do câmbio durante quase cinco anos continua vivendo num mundo à parte, longe da realidade brasileira. Franco, neste ano e meio longe do poder, envelheceu – e mais antigas ainda parecem suas teses. A impressão de um telespectador, ao término do programa, era que o ex-diretor do Banco Central se assemelhava a outro fantasma que teima em aparecer nas televisões de quando em vez. Elle mesmo, o Fernando I. Gustavo Franco, assim como Collor, pertencem somente aos livros de História. E não se acredita que os verbetes sobre eles sejam dos mais positivos.

Artigo anteriorNa Flórida
Próximo artigoImportador líquido
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É a saúde (além da economia), estúpido!

Vacinação e estímulos à economia andam juntos; Brasil fica para trás em ambos.

Cortes poupam petroleiras e ‘bolsa refrigerante’

Para liberar auxílio emergencial, governo prejudica setores essenciais.

Inflação e PIB expõem falácia do Teto dos Gastos

‘Faz sentido?’, pergunta Paulo Rabello. ‘Claro que não’.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Lula livre. Até quando?

Jurista: Necessidade de proteger Moro e os procuradores da Lava Jato.

Produtividade na indústria cai com menor produção na pandemia

Para 2021, as perspectivas são melhores, em razão do início da vacinação da população.

Demanda por bens industriais cresceu 0,6% em janeiro

Ipea apontou avanço de 6,6% no trimestre móvel encerrado no primeiro mês de 2021.

Aumenta consumo de pornô por público feminino

Relatório de site de entretenimento adulto revela que 39% do acessos são de mulheres.

Abertura de empresas tem alta de 13,4% em novembro

Segundo Serasa, sociedades limitadas impulsionaram índice; comércio teve alta estimulada por Black Friday e festas de fim de ano.