Deputadas querem evitar reajuste nos trens

Duas deputadas, em ações isoladas, tentam barrar o aumento de 25,5% na tarifa dos trens, que a partir de 2 de fevereiro vai elevar a passagem para R$ 5,90. Alana Passos (PSL) cobra explicações sobre cálculo e pede a revisão do reajuste à Agetransp, a agência reguladora que autorizou a nova tarifa. Já a deputada Renata Souza (PSOL) entrou com uma petição junto ao Ministério Público do Rio para que seja suspenso o reajuste por causa da pandemia da Covid-19.

Marcos Muller (foto divulgação)
Deputado Marcos Muller (foto: divulgação)

Marcos Muller fica na 1ª secretaria

O primeiro-secretário da Mesa Diretora da Alerj, deputado Marcos Muller (SDD), será reconduzido ao cargo. A eleição para a formação da Mesa será no dia 2 de fevereiro, quando acaba o recesso parlamentar. O primeiro nome confirmado foi o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), que será o candidato único para mais um mandato de dois anos. Muller tem base eleitoral em São João de Meriti e está no seu segundo mandato parlamentar.

 

Deputado garante: Witzel não volta

Um dos deputados que compõem o Tribunal Especial Misto que analisa o processo de impeachment do governador afastado Wilson Witzel garante que ele não voltará ao cargo. Witzel está anunciado que, vencido o prazo, voltará automaticamente. Mas o deputado, que pede anonimato, garante que não é bem assim, que o governador em exercício está fazendo um bom trabalho, conta com o apoio da Alerj, e Witzel tem menos de 0,1% de chances de reassumir o cargo.

Anderson Alexandre (foto divulgação)
Deputado Anderson Alexandre (foto: divulgação)

DEAMs para municípios do interior

A Secretaria de Polícia Civil analisa a viabilidade para a instalação de delegacias especializadas de atendimento à mulher (DEAMs) nas cidades de Cachoeiras de Macacu, Casimiro de Abreu, Itaboraí, Rio Bonito, Silva Jardim e Tanguá. O órgão atende a um pedido do deputado Anderson Alexandre (SDD), feito através de emenda parlamentar de prioridade ao orçamento estadual para 2021.

 

Novas regras para transporte escolar

O Governo do Estado terá até o reinício das aulas presenciais para regulamentar o transporte escolar. Semana passada, o governador em exercício Cláudio Castro sancionou a lei aprovada na Alerj que alterou alguns itens da legislação anterior. De autoria do presidente da Alerj, deputados André Ceciliano (PT), e dos deputados Jair Bittencourt (PP) e Sérgio Fernandes (PDT) a nova lei permite o uso de veículos com 12 anos de uso, mas o transportador escolar deverá ter o registro e licenciamento (CRLV) emitido pelo Detran-RJ e classificado na categoria de transportador escolar.

Leia mais:

Alerj: novos deputados mudam composição da Mesa

Alerj com vaga garantida para André Ceciliano

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Acesso à água e gênero

O amplo acesso ao líquido e ao saneamento poderia retirar cerca de 635 mil mulheres da pobreza.

É proibido proibir

Todos sem máscara, como se não fosse obrigatório.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.