27.9 C
Rio de Janeiro
sábado, janeiro 23, 2021

Desce

Na primeira fala na Associação Comercial do Rio de Janeiro como pré-candidato tucano à sucessão de FH, o ministro da Saúde, José Serra, foi silenciado ontem pelo apagão. O corte de energia ocorreu quando afirmava que “o sistema tributário de hoje, no Brasil, conspira contra a competitividade da economia”. Dezenas de empresários correram para as escadas e desceram 12 andares até ganhar a Rua da Candelária.  Serra ficou sendo ouvido apenas pela imprensa, o ex-ministro da Fazenda, Marcílio Marques Moreira (presidente da ACRJ) e mais oito empresários. O ministro teve que descer pela escada e não se pronunciou sobre o apagão.

“Non grata”
Só a falta de memória levará um carioca a votar em José Serra. Confirma o deputado estadual Noel de Carvalho (PSB) que o tucano comandou, à época da Constituinte, a bancada paulista que derrubou a tributação sobre o petróleo na produção. O Rio de Janeiro produz mais de 80% do óleo no Brasil. Gasolina e derivados são tributados no destino e São Paulo é o maior consumidor. Única exceção entre os combustíveis: álcool, não por acaso porque os paulistas dominam quase 70% da produção.

Negócios tucanos
Para se tornar social da estatal chilena Codelco na mina de cobre La Disputada, no Chile, a Vale do Rio Doce estaria disposta a desembolsar até R$ 1 bilhão. Apenas a título de ilustração, para usufruírem, não apenas uma de suas minas, mas a Vale inteira, os atuais donos da empresa tiveram de gastar apenas R$ 3,2 bilhões.

Escaldado
Antes mesmo que o fornecimento de energia fosse normalizado, advogados do Raio de Bauru deram, entrada, na Vara de Justiça do Planalto, a um pedido de habeas corpus preventivo para seu cliente. Os causídicos temiam um efeito Casablanca, o de que à falta de boas explicações para o blecaute, os suspeitos habituais fossem presos.

Depressão
A crise argentina levou ao crescimento no número de tentativas de suicídio, depressão e ataques de pânico entre a população. Segundo estudo do hospital de Emergências Psiquiátricas de Buenos Aires, o número de chamadas de emergência recebidas cresceu de 1.397 no ano de 1998 para 2.809 no ano 2000. E, de cada 100 chamadas, cerca de 26 referem-se a tentativas de suicídio.

Violência
A violência está causando estragos na imagem do Brasil lá fora. O diário britânico Financial Times comentou a morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT), na sua edição de segunda-feira. O jornal destacou os possíveis efeitos para a popularidade do governo. Segundo o FT, a crescente violência poderia ter implicações para nas eleições de outubro. “A ampla consternação e indignação”, de acordo com o jornal, poderá ter influência negativa nos índices de popularidade dos governos estaduais e federais devido às acusações de ineficácia no combate ao crime.

Indignação
Brasília realiza quinta-feira, às 17h, em frente à Catedral de Brasília, na Esplanada dos Ministérios, “Ato Ecumênico pela Paz, Contra a Violência e em Homenagem a Celso Daniel”.
Já o reitor da Unicamp, Hermano Tavares, distribuiu nota em que afirma que “é crucial para seu futuro que a sociedade não fique paralisada pelo terror causado pelo crime organizado e a violência urbana. A indignação frente a mais um crime hediondo, que desta vez vitimou o prefeito Celso Daniel, precisa ser transformada em motivação permanente de um movimento efetivo e em escala maior que o da violência no país. Um movimento pela justiça e contra a violência e a impunidade, que comprometa os partidos políticos, as autoridades governamentais e todos os segmentos sociais.”

Solidez
O Banco Central reduziu a taxa básica de juros em 0,25 ponto percentual, para 2% ao ano.  Foi a segunda redução dos juros em um mês. Em 25 de dezembro passado, o banco rebaixara a taxa igualmente em 0,25 ponto percentual. Essa coluna se refere ao BC da Tailândia

Artigo anteriorCoincidência?
Próximo artigoMercado
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Incerteza da população ou dos mercados?

EUA e Reino Unido espalham suas expectativas para os demais países.

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.