31.3 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Desconcertante influência das multis no acesso à água

A privatização dos serviços de saneamento não é um movimento linear. Entre 2000 e 2019, ao menos 311 casos de desprivatização ocorreram em todo o mundo, apesar da oposição e dos contenciosos muitas vezes bem-sucedidos promovidos por empresas multinacionais em arbitragens internacionais, alegando rompimento de contratos.

A participação dessas empresas nos processos de privatização se dá até mesmo na fase de elaboração, como mostra Léo Heller, relator especial para os Direitos Humanos à Água Potável e ao Esgotamento Sanitário e pesquisador da Fiocruz, no mais recente relatório transmitido à Assembleia Geral da ONU.

A presença da Suez, uma das maiores empresas multinacionais de água, nas discussões que precederam a redação do Comentário Geral 15 da ONU, foi considerada “desconcertante” por um acadêmico, que se sentia desconfortável com uma possível influência no conteúdo que poderia beneficiar a empresa como resultado da “consolidação econômica decorrente da reestruturação do setor de água”.

O fenômeno da ‘porta giratória’ no setor de água e esgotamento sanitário também é bem conhecido, com as mesmas pessoas atuando alternadamente como executivos de grandes corporações e formuladores de política de alto nível”, relata Heller.

 

LGPD em risco nos hospitais

A Federação Brasileira de Hospitais (FBH) receia que boa parte dos hospitais terá dificuldade de se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais devido à falta de caixa para investir. A Federação estima que, por causa da pandemia, o setor feche o ano com uma perda de faturamento de mais de R$ 25 bilhões. Principalmente os pequenos e médios hospitais, que respondem por 70% de toda rede hospitalar privada, não terão recursos para tecnologia e treinamento necessários.

 

Da ideia ao bilhão

Como facilitar o acesso ao crédito a empresas e pessoas na retomada da economia pós pandemia” é tema do painel das 18h do FintechView, evento virtual e gratuito que reunirá empreendedores, especialistas, executivos e investidores nesta terça-feira (10). A jornalista Ana Borges, do Monitor Mercantil, será a moderadora.

Open finance, Pix e o processo que leva da ideia ao bilhão serão outros temas debatidos na 5ª edição do FintechView.

 

Desafios sociais

De segunda a quarta-feira, a Legião da Boa Vontade (LBV) promoverá a edição online de seu 25º Congresso Internacional de Assistência Social, que discutirá “O impacto da Covid-19 e o futuro da Assistência Social”. O evento tem como objetivo propor caminhos aos desafios gerados pela instabilidade econômica, que resulta no aumento das demandas sociais. Para participar é necessário fazer a inscrição.

 

Tirar o PT

O dólar se aproxima de R$ 6, “mas o importante era tirar o PT”. Botijão de gás acima de R$ 100, carne do dianteiro em R$ 30/kg, arroz a R$ 40 o saco de 5kg, “mas o importante era tirar o PT”. O salário mínimo vai subir só R$ 24, “mas o importante era tirar o PT”.

 

Rápidas

A Associação Comercial do Rio (ACRJ) faz webinário com o presidente do Ibope Inteligência, Carlos Augusto Montenegro, nesta terça, às 12h *** Fomentar ideias do Judiciário em relação ao sistema de franquias é o objetivo da Associação Brasileira de Franchising (ABF Rio) com a Semana Virtual Jurídica e de Gestão Empresarial, de 9 a 13 de novembro. O presidente do STF, Luiz Fux, fará a palestra magna. Inscrições aqui *** “Publicidade: entre a disrupção e a continuidade” traz uma série de debates para a V Mostra de Publicidade, que acontece entre 10 e 12 de novembro, via Youtube, no Canal CasaCom Conecta *** O FGV Ibre realiza nesta terça, 10h, o webinário “Monitore a Inflação: antecipe os movimentos do IPCA”. Inscrições aqui *** Bruno Feigelson e Eduardo Bruzzi, da Lima Feigelson Advogados, lançam o livro BANKING 4.0: Desafios jurídicos e regulatórios do novo paradigma bancário e de pagamentos, em pré-venda. A obra trata de assuntos como Pix, chargeback e criptomoedas *** Aasp realizará nesta segunda-feira, às 9h, o webinário “Tecnologia, escritórios de advocacia e inovação”. Inscrições aqui *** O urologista Fernando Vaz fala, nesta segunda-feira, sobre a saúde do homem na 3ª edição do Encontros Científicos promovido pela MedRio Check-up.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.