Desconto-brincadeira

O anúncio da isenção a partir de outubro da CPMF nos empréstimos do programa de microcrédito fornece exemplo didático para distinguir entre benesse econômica e marketing. Como o teto para esse tipo de empréstimo varia de R$ 500 (pessoa física) a R$ 1,5 mil (pessoa jurídica), isso significa uma isenção, máxima, de R$ 1,90 a R$ 5,70, respectivamente, para quem optar por sacar o empréstimo na boca do caixa, condição indispensável para não pagar a CPMF . No primeiro caso, o valor da isenção é engolido pelo dinheiro gasto com a passagem de ônibus na grande maioria das capitais. Já as pessoas físicas, podem usar a diferença para tomar três chopes, no máximo.

Lacuna
Em 2003, a importação de móveis pela China correspondeu a 3,5 vezes o que o Brasil exporta em um ano. A informação é de Charles Tang, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, o qual lembra que, nos últimos anos, o crescimento chinês permitiu que 450 milhões de pobres passassem à condição de classe média e tornou 20 milhões milionários: “Além disso, está levando desenvolvimento às cidades costeiras e ao centro-oeste, o que envolve 850 milhões de pessoas. Só que, por exemplo, na área de móveis, o país tem problemas de qualidade no produto, no design, e os exportadores de matéria-prima ficam muito longe. O Brasil tem qualidade no produto, no design, e madeira”, disse.
Para ele, o não aproveitamento deste mercado deve-se à falta de “agressividade” dos exportadores brasileiros, que, até 2002, ficaram 18 anos sem apresentar uma feira de exposição na China.

Rede
A Fundação Cide (Centro de Informações e Dados do Estado do Rio de Janeiro) vai participar de uma rede nacional de institutos de pesquisas, que vai permitir a troca de informações socioeconômicas do país e o desenvolvimento de políticas públicas. O presidente da Fundação Cide, Ranulfo Vidigal, também membro do Conselho Editorial do MM, assinou ontem o termo de adesão proposto pelo Instituto de Pesquisa Econômica Ampliada (Ipea), órgão do Ministério do Planejamento.

Mais uma
O secretario estadual de Energia do Rio de Janeiro, Wagner Victer, anunciou ontem que a empresa norueguesa Norac, que fabrica painéis, anteparas e divisórias, irá se instalar em Angra dos Reis. Os investimentos giram em torno de US$ 3 milhões.

Divino
O deputado Alberto Brizola, líder do PTN na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, ocupou a tribuna para comentar o artigo sob o título “Infame mistura no púlpito evangélico”, assinado por Eduardo Rosa Pedreira, teólogo e pastor da Comunidade Presbiteriana da Barra da Tijuca. Segundo o deputado, o artigo é perfeito, por abordar assunto muito polêmico na sociedade brasileira: o debate sobre política e religião. Como salientou o deputado, “misturar religião e política é uma insensatez, ou uma artimanha maldosa, mas fazê-las dialogar é um caminho divino”.

Artigo anteriorCoração
Próximo artigoVale ouro
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.