Desde 2020, trabalhadores perderam R$ 103 bi no FGTS

Campanha faz abaixo-assinado para STF colocar troca de índice em votação.

Até este domingo, o Instituto Fundo de Garantia do Trabalhador (IFGT) colherá assinaturas para a campanha “STF, julgamento JÁ para as perdas dos Expurgos da TR no Fundo de Garantia”. São 60 milhões de trabalhadores prejudicados com o confisco estimado de R$ 543 bilhões de janeiro de 1999 até o último dia 10.

A campanha visa sensibilizar o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), a atender ao pedido de remarcar o mais rápido possível a nova data de julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade ADI 5090/2014, que pede a troca da TR pelo INPC na Atualização Monetária do Fundo.

Mario Avelino, presidente do IFGT, anuncia que enviará no dia 8 as assinaturas colhidas para o presidente do STF e destaca que é importante a participação dos trabalhadores.

O IFGT estima que de janeiro de 2020 até 10 de maio, com a TR zero todo mês, deixaram de ser creditados R$ 103 bilhões nas contas dos trabalhadores, ou seja, é uma perda contínua para o trabalhador.

O abaixo-assinado está disponível em fundodegarantia.org.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Azul mantém Norte Fluminense e Gol vai montar hub na Bahia

Companhia aérea recebeu incentivos fiscais do governo baiano.

Mais navios deixam a Ucrânia com 58 mil t de milho

Três navios foram autorizados a sair com grão da Ucrânia.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.