Desemprego continuará avançando ao longo do ano

A partir do terceiro trimestre, taxa de desemprego deve começar a diminuir; expectativa é de 14,0%, seguida de uma taxa para o quarto trimestre de 13%.

A taxa de desemprego surpreendeu o mercado no mês de fevereiro ao avançar de 14,2% para apenas 14,4%, ante expectativa mediana de 14,6% exatamente como projetava a Ativa Investimentos.

Étore Sanchez, economista-chefe da empresa, explica que a surpresa acabou ficando concentrada na força de trabalho que não subiu conforme o esperado, com relativa estabilidade ao redor de 100,3mi de pessoas.

“O resultado marginalmente positivo não afetou a perspectiva de que o desemprego deverá continuar avançando ao longo deste ano por uma ‘revelação’ estatística, uma vez que ainda temos desvios da força de trabalho por conta da pandemia”.

Para ele, os programas de manutenção do governo também acabam distorcendo as estatísticas. “Não que os mesmos não devessem existir, muito pelo contrário, mas a existência dos mesmos dificulta a leitura pura da taxa de desemprego. Por exemplo, o número de pessoas que trabalham habitualmente menos de 40 horas no seu único trabalho ou no conjunto de todos os seus trabalhos, e gostariam/estavam disponíveis para trabalhar mais horas, não para de avançar, muito provavelmente pela suspensão total ou parcial do trabalho no BEm”, conta Sanchez.

O economista diz que a melhor avaliação que a Pnad fornece pode ser observada através da subutilização da mão de obra que voltou a subir nesse mês atingindo 29,2% no trimestre findado em fevereiro deste ano, vindo de 29% no trimestre que acabou em janeiro. Em outras palavras, apesar de o Caged mostrar vigor no mercado formal de trabalho, a situação do emprego geral ainda é muito frágil e pouco otimista.

Já analistas do Mitsubishi UFJ Financial Group, Inc (MUFG), disseram, em nota que “para o primeiro trimestre de 2021, esperamos uma taxa média de desemprego em torno de 15,2% em meio à desaceleração da atividade econômica causada pelo aumento do número de casos e mortes da Covid-19 desde o início de março. A taxa de desemprego no segundo trimestre de 2021 pode atingir o pior nível desde o início da série mensal da PNAD em 2012, próximo a 16,0%.”

A nota encerra lembrado que a partir do terceiro trimestre, a taxa de desemprego deve começar a diminuir e nossa expectativa é de 14,0%, seguida de uma taxa para o quarto trimestre de 13%.

Leia também:

Desemprego deve alcançar 16% ao final do semestre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Balança comercial registra déficit de US$ 117 milhões

A corrente de comércio (soma de exportações e importações) brasileira cresceu 28% e fechou a terceira semana de janeiro em US$ 28,91 bilhões. Os...

Economia no Governo Bolsonaro é a pior em 4 décadas

PIB do País crescerá menos que na década perdida.

Sobra água no Norte e Nordeste, mas ONS despacha térmicas caras

Usinas não conseguem utilizar linhas de transmissão.

Últimas Notícias

Valor da internet em Portugal está mais barato

Dados recentes do Eurostat, Serviço de Estatística da União Europeia, referentes a dezembro de 2021, mostra que Portugal lidera na descida de preços dos...

Modal finaliza aquisição da integralidade do banco digital LiveOn

O Modal, banco de investimento, fechou a aquisição de 100% da infratech LiveOn, operação divulgada em outubro de 2021, e só agora aprovada pelo...

Fitch afirma IDRs BB’ e rating nacional ‘AAA do Itaú Unibanco

A Fitch Ratings afirmou nesta segunda-feira os IDRs (Issuer Default Ratings - Ratings de Inadimplência do Emissor) de Longo Prazo em Moedas Estrangeira e...

Balança comercial registra déficit de US$ 117 milhões

A corrente de comércio (soma de exportações e importações) brasileira cresceu 28% e fechou a terceira semana de janeiro em US$ 28,91 bilhões. Os...

Subida de juros assusta investidores

A segunda-feira (24) foi marcada como um dia de aversão a risco com fortes quedas nas bolsas internacionais, observou Jansen Costa, sócio-fundador da Fatorial...