Desemprego só volta à média histórica em 2025!

Taxa média ainda assim é elevada: 9,35%.

O mercado financeiro renova apostas em um crescimento mais forte do PIB no próximo ano. A XP, por exemplo, elevou sua projeção de 2,1% para 2,3% em 2020. Mas…

A baixa velocidade da queda do desemprego nos últimos dois anos chama a atenção da principal casa de investimentos do país. “Entre setembro de 2017 e setembro de 2019, a taxa de desemprego caiu de 12,6% para 12%, mesmo nível observado em setembro de 2016. No atual ritmo, a taxa de desemprego retornaria para sua média histórica de 9,35% apenas em abril de 2025”, ressaltam Zeina Latif e Marcos Ross, respectivamente economistas chefe e sênior da XP.

A taxa de desemprego estrutural, que reflete fatores como a qualidade da mão de obra e as fricções no mercado de trabalho, provavelmente elevou-se nos últimos anos por conta da crise prolongada, analisam. “De acordo com as nossas estimativas, a taxa de desemprego estrutural está em torno de 10,5%, ante 7% registrada em 2012.”

O quadro é ainda mais difícil para os indivíduos entre 18 e 24 anos, cuja taxa de desemprego encontra-se em torno de 26% no 3T19, de acordo com os dados da Pnad. Nesse contexto, é bem-vinda a preocupação do governo com os jovens de baixa renda no Pacote Verde Amarelo, programa que propõe reduzir, por dois anos, a carga tributária sobre o primeiro emprego de jovens entre 18 e 29 anos.” Porém, o programa possui um escopo relativamente limitado e não deve promover uma mudança drástica na geração de empregos formais num curto prazo, reconhecem.

 

Fraudes descobertas

A Insurance Europe, entidade que representa as seguradoras europeias, divulgou neste mês o texto “Insurance fraud: not a victimless crime” (“Fraude em seguro: não é um crime sem vítimas”).

Em 2017, foi estimado, na Europa, um volume de perdas de € 13 bilhões com fraude, com uma taxa de 20% de detecção.

No Brasil, o seguro obrigatório (Dpvat) foi extinto por controversa medida provisória do Governo Bolsonaro. O Tribunal de Contas da União calculou que, em dez anos, de 2005 a 2015, o sistema foi alvo de fraudes que custaram ao menos R$ 2,1 bilhões. Em 2018, o Dpvat arrecadou R$ 4,66 bilhões, e foram descobertas fraudes que somaram R$ 69,6 milhões.

Se for pela média, até que o seguro obrigatório brasileiro não fica tão mal na fita: R$ 2,1 bilhões em dez anos dá uma média de R$ 210 milhões por ano. O valor detectado em 2018 corresponderia a quase 35%.

 

Desconto do aumento

Pesquisa rápida e aleatória da coluna em sites de busca de preços mostrou que os eletrodomésticos, de modo geral, aumentaram de preço, entre 10% e 15%, na quinzena que antecede a Black Friday. O consumidor tem que ficar atento para não ceder aos apelos consumistas e cair numa black fraude.

 

Bandeira

Com a morte de Eduardo Seabra Fagundes, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, perdem o Brasil, a democracia e o estado de direito. Em 1980, foi alvo de um atentado que matou sua secretária, Lyda Monteiro. Em tempos de democracia ameaçada, a ABI lutará pela que a bandeira que ele carregou com coragem”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Imprensa, Paulo Jeronimo de Souza.

 

Acidentes nas estradas

Após suspensão do uso de radar móvel nas estradas federais, anunciado por Bolsonaro em julho, os acidentes aumentaram 7,2%. No DF, passaram da média de 70 por mês para 112; 42 pessoas morreram entre agosto e outubro. Quem vai ser responsabilizado criminalmente, Bolsonaro ou Moro?

 

Rápidas

Roberto Saturnino Braga lança Meu Querido Brasil – Minhas memórias Getúlio, JK, Lula, Dilma e outros democratas (Alameda) no próximo dia 2, às 19h, na Livraria Travessa de Ipanema *** O vereador Eduardo Tuma (PSDB) indicou o jurista Kiyoshi Harada para receber a homenagem “Homens de Destaque”. Será nesta sexta, às 19h, no Plenário da Câmara Municipal de São Paulo *** Até o dia 30, a DFL, fabricante de soluções odontológicas, receberá (na rua André Rocha, 3210, Taquara) brinquedos novos que serão doados para a Creche Municipal Criança do Futuro, do bairro de Curicica, Jacarepaguá (RJ) *** O Diário Oficial da União publicou ato autorizando a viagem de Luís Carlos Machado da Silva, assistente técnico de ex-presidente da República, lotado na Diretoria de Gestão de Pessoas da Secretaria Especial de Administração da Secretaria-Geral da Presidência da República, para compor a equipe de segurança e apoio pessoal da ex-presidente Dilma, em Viena, Áustria, de 26 de novembro a 1º de dezembro.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

A Disneylândia espacial dos trilionários

Jornada nas estrelas escancara a desigualdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

IPCA-15 apresentou alta de 0,72% em julho

Maiores contribuições vieram da categoria habitação (2,14%), que contribuiu com 0,32%, e de transporte (1,07%), que adicionou 0,22%.

Itaú Unibanco deixa administração da XP

Decisão foi tomada no último dia 23, após análise concorrencial e prudencial; cisão foi aprovada pelo Banco Central.

Abertura de mercado

Após fim de semana tenso, segunda é sempre de trégua, pela ausência de parlamentares em Brasília, quanto mais em período de recesso.

Covid: uma em cinco gestantes e puérperas mortas não tem acesso a UTI

Trabalhador que se recusa a tomar vacina contra a Covid-19 pode ser demitido por justa causa.

ENS abre inscrições de Curso para Habilitação de Corretores de Seguros

Inscrições começaram nesta segunda-feira.