Deus no controle e EUA acima de tudo

Bolsonaro: ‘Trump vai ser reeleito, alguém tem dúvida disso?’.

Política / 21:22 - 6 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Ao contrário do que comentou na última sexta-feira com a imprensa, o presidente Jair Bolsonaro minimizou nesta segunda-feira o impacto da crise entre Estados Unidos e Irã nos preços dos combustíveis locais, e estimou que a tendência atual aponta para a estabilização de tarifas. O presidente voltou a tecer elogios desmedidos em relação a Trump.

Eu reconheço que o preço está alto na bomba. Graças a Deus, pelo que parece, a questão lá (...) o impacto não foi grande. Foi 5% e passou para 3,5%”, afirmou aos jornalistas. “Não sei quanto está hoje a diferença em relação ao dia do ataque. Mas a tendência é estabilizar”, acrescentou, referindo-se ao ataque norte-americano que matou o general iraniano Qassem Soleimani na sexta-feira.

Apesar do aumento do petróleo nos mercados internacionais, o presidente descartou por ora qualquer intervenção na política tarifária de combustíveis. Bolsonaro, por outro lado, reiterou o compromisso do Brasil na luta contra o terrorismo e seu apoio ao colega norte-americano Donald Trump, que, segundo ele, será reeleito em 3 de novembro, destacou a agência AFP.

Trump vai ser reeleito, alguém tem dúvida disso? Vai ser reeleito. O país está indo muito bem, muito bem. Desemprego lá embaixo, a economia bombando, exercendo seu poder de persuasão no mundo todo. Graças a Deus tem os Estados Unidos, que estão fazendo tudo isso. Deus está no controle. Tem certos países, não vou falar qual, que se tiver artefatos nucleares e meios para lançá-los, o mundo todo entra em instabilidade. Todos vão sofrer, sem exceção”, conclui. Bolsonaro marcou sua campanha política com o slogan “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos’.

 

 

Foco predileto

 

O presidente da República encontrou na sua política agressiva postura contra a mídia a forma para se manter sempre nos meios de comunicação, virando notícia seja falando bem ou não. Chegou a baixar o nível e ofender e desrespeitar profissionais de imprensa.

Bolsonaro disparou novos ataques à imprensa nesta segunda-feira ao dizer que os jornalistas brasileiros são uma “raça em extinção”. “Eu acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama. Vocês são uma raça em extinção”, disse. Bolsonaro também atacou o jornal Folha de S.Paulo, como informa reportagem reproduzida no portal.

Quem não lê jornal não está informado. E quem lê está desinformado. Tem de mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Eu acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente). Vocês são uma raça em extinção”, afirmou o ocupante do Planalto.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor