‘Diáspora venezuelana’: como nasce uma ‘fake news’ – final

O crescimento em número e intensidade das fake news sobre a situação da Venezuela acompanha o fechamento do cerco em torno do...

O crescimento em número e intensidade das fake news sobre a situação da Venezuela acompanha o fechamento do cerco em torno do país. Como a tentativa de superar o governo chavista nas urnas parece descartada, a ideia é reforçar a campanha midiática para asfixiar Nicolás Maduro. Os erros cometidos pelo regime bolivariano – entre eles, a dependência excessiva do petróleo – com certeza, contribuíram para o quadro, que, porém, não guarda semelhança real com o que é pintado pela mídia norte-americana, imitada pelos jornalões latinos, como mostraram as duas últimas colunas.

Tudo o que acontece na Venezuela é cercado de desinformação e enevoado pelas fake news espalhadas por apoiadores do governo e da oposição. Na política venezuelana, tudo é espetáculo. Por isso, esqueça muito do que você leu por aí: a Venezuela não está vivendo uma catástrofe humanitária pela falta generalizada de alimentos; o governo de Nicolás Maduro não vai cair amanhã; a polícia nacional não está massacrando manifestantes a rodo nas ruas. Mas também não é verdade que tudo está bem, e que as manifestações e a violência em torno delas são fruto de ‘terroristas’ armados, como dizem os apoiadores do governo.” O texto é da Pública, agência de notícias que busca fazer o bom jornalismo: investe na apuração, confere o que dizem as fontes, vai até o local. A reportagem passou três semanas na Venezuela, em meados de junho do ano passado. A matéria pode ser conferida em https://apublica.org/2017/06/venezuela-sem-fake-news/

 

Pateta

Entra na categoria factoides ideológicos a “notícia” de que líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, quando jovem, usou passaporte brasileiro falso para ir brincar na Disneylândia do Japão.

 

Dois quilos de filé

A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) protesta contra o reajuste dos pisos salariais no estado, sancionado nesta quinta-feira. O índice de 5% é “mais que o dobro da inflação” (o INPC vaiou 2,07%), e a Firjan estima que o novo mínimo levará ao corte de 25 mil empregos este ano.

Para empregados domésticos, o piso passou de R$ 1.136,53 para R$ 1.193,36. Aumento de impressionantes R$ 56,83, o que dá para comprar dois quilos de carne de primeira – claro, isto se os trabalhadores esbanjarem, em vez de colocar a fortuna na poupança.

 

Medo do Leão

Há mais de R$ 9,5 bilhões do Reintegra esperando as empresas requererem o benefício. Mas a complexidade do processo e, em boa parte dos casos, receio da exposição junto ao Fisco, deixa essa montanha de dinheiro parada nos cofres do governo, avalia a consultoria especializada na área tributária e operações internacionais Becomex.

Em vigor desde 2011, o Reintegra é um mecanismo para devolver uma parcela dos impostos pagos na cadeia produtiva às empresas exportadoras de bens manufaturados no Brasil.

 

Rápidas

No dia 23, das 14h30 às 17h30, o Preservale, o Portal Consultoria em Turismo Bayard Boiteux e a Fundação Cesgranrio promovem no Hotel Copacabana Praia (Rua Francisco Otaviano,38), a oficina internacional “O turismo de habitação em Portugal e o case Solares/Casas de campo como modelo de gestão”, com o Conde Francisco de Calheiros, presidente da Associação de Turismo de Habitação de Portugal. O evento tem o apoio da Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ e da Sergio Castro Imóveis, com coordenação de Sonia Mattos e Bayard Boiteux. Inscrições gratuitas pelo e-mail [email protected] *** A 24ª edição da Intermodal South America começa na próxima terça, em São Paulo *** Jana Figarella canta rock em show gratuito neste domingo, no Carioca Shopping, às 17h. E no Américas Shopping, haverá a apresentação da adaptação A Sereiazinha, a partir de 17h *** O Circuito Time Brasil ficará no Caxias Shopping até dia 1º de abril. O público poderá testar suas habilidades em modalidades esportivas como golfe, tênis de mesa, hóquei sobre a grama e tiro com arco *** Até 17 de abril, a Loja do Bem do West Shopping, em Campo Grande (RJ), arrecadará alimentos não perecíveis que serão doados à Associação Cultural Grupo Nosso Ritmo *** A ESPM realiza dias 23 e 24 o módulo “Social Media Planning Innovation”, com o professor Gabriel Rossi. Inscrições pelo site: http://www2.espm.br/cursos/espm-sao-paulo/social-media-planning-innovation

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Funcionalismo público: críticas e realidade da categoria

Por Relly Amaral Ribeiro.

Scheer Churrasqueiras dobra vendas na pandemia

Empresa lançou 25 itens em sua linha residencial.

RJ terá receita extra de R$ 100 bilhões

Uma receita extra de R$ 100 bilhões nos próximos dez anos é o que prevê o governo do Estado do Rio de Janeiro com...

Forte recuperação do seguro Viagem

O seguro Viagem continua a mostrar recuperação depois de um forte período de quedas devido à pandemia da Covid-19 e às restrições impostas como...

CNseg aponta vetores de impacto da economia nos próximos meses

Os vetores prós e contra o crescimento do PIB do país em 2021 e em 2022 são relacionados na nova edição (nº 56)...