Dia do Leão

O filho que pretende presentear o pai com um simples aparelho de barbear pagará 40,78% de impostos. Se a opção for um perfume, e importado, ainda por cima, nada menos que 78,43% do valor gasto irão para os cofres do governo. Não adianta fugir para os livros: o Leão, faminto e iletrado, come 15,52%. “A alta carga tributária aumenta o preço final do produto, fazendo com que menos pessoas tenham acesso à compra, o que prejudica diretamente a economia do país”, comenta João Eloi Olenike, diretor técnico do Instituto de Planejamento Tributário (IBPT).

Caixa postal
Os Correios garantem que já foram entregues cerca de 99% das 67,5 mil encomendas e 90% dos 600 milhões de correspondências que se acumularam na empresa com a greve, iniciada dia 1º de julho e encerrada semana passada. A previsão é que até o final desta semana o serviço postal estará normalizado em todo o país. Para isso, os funcionários estão compensando os dias parados por meio de um banco de horas.

Cócegas
“Os estrangeiros, entre capital fixo, dinheiro em bolsa, títulos públicos etc., têm mais de US$ 500 bilhões aqui. Além disso, os brasileiros podem mandar dinheiro para fora. Ou seja, em um eventual pânico, poderia sair cerca de US$ 1 trilhão; US$ 200 bilhões (em reservas) não fazem cócegas. Não creio que isso ocorrerá, mas o fato é que não compramos o seguro definitivo.” A afirmação é do professor da Faculdade de Economia e Administração (FEA) da Universidade de São Paulo (USP) Simão David Silber, pessimista com a velocidade de deterioração das contas externas brasileiras. “No curto prazo, é financiável, mas tenho dúvidas daqui a dois ou três anos”, afirmou ao Estadão.

Viúva
A Fazenda do Estado de São Paulo terá de pagar complementação de pensão para uma viúva de aposentado e pensionista da Vasp. A decisão é do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), relata o escritório Innocenti Advogados Associados, que representou a viúva. De acordo com a advogada do caso, Maria Cristina Lapenta, o STJ “reconheceu que se trata de um direito adquirido o recebimento da complementação de pensão. As leis sobre o tema deixam claro que o estado é obrigado a pagar”.

Hackers agradecem
A Computer Associates (CA), gigante norte-americana da área de software, parece não se preocupar com ameaça de vírus – pelo menos, não quando essa ameaça é aos clientes da empresa. Um deles esperou pacientemente pelo certificado de licença de renovação do antivírus eTrust, da CA, para seu parque de computadores. A demora pode ser creditada à greve dos Correios, apesar de há pelo menos 30 anos ter sido inventado o e-mail, que deve ser uma ferramenta útil a uma empresa de TI. Recebido o certificado, não conseguiu-se instalar. E, apesar de a promessa de suporte ser um dos principais diferenciais para quem compra software legal, o atendimento da CA não conseguiu dar solução. Sem pena da situação, os criadores de vírus continuam agindo.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPagar para receber
Próximo artigoAmeaça

Artigos Relacionados

Alta dos preços leva a aumento de protestos

Agitação em países onde manifestações eram raras preocupa FMI.

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás