Diesel mais barato a partir desta sexta-feira nas distribuidoras

A redução por litro, em média, é R$ 0,27

39
Bomba de diesel (Foto: divulgação)
Bomba de diesel (Foto: divulgação)

O litro do diesel nas distribuidoras está, em média, R$ 0,27 menor, a partir desta sexta-feira. O valor passa a ser de R$ 3,78. A medida foi anunciada nessa quinta-feira pela Petrobras. No ano, a redução acumulada soma R$ 0,71 por litro, o equivalente a 15,8%.

De acordo com a empresa, o ajuste é resultado da análise dos fundamentos dos mercados externo e interno, frente à estratégia comercial da companhia, implementada em maio de 2023, em substituição à política de preços anterior, e que “passou a incorporar parâmetros que refletem as melhores condições de refino e logística da Petrobras na sua precificação”.

Ao considerar a mistura obrigatória de 88% de diesel A e 12% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor cairá R$ 0,24 por litro e passará a ser, em média, R$ 3,33 a cada litro vendido na bomba. Com isso, o preço médio do diesel A S10 nas bombas poderá atingir valor de R$ 5,92 por litro, considerando que o Levantamento de Preços de Combustíveis da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para a semana de 26 de novembro a 2 de dezembro indicou valor médio de R$ 6,16 por litro.

A Petrobras lembra que o valor cobrado ao consumidor final no posto é afetado por outros fatores, como impostos, mistura de biocombustíveis e margens de lucro da distribuição e da revenda.

Espaço Publicitáriocnseg

“Daí, esta estimativa ter propósito meramente referencial, mantidas constantes as demais parcelas que compuseram os preços ao consumidor naquele período”.

A companhia destacou, também, que cabe às autoridades competentes realizar ações de fiscalização, autuação e penalização de práticas abusivas ou lesivas ao consumidor.

Já de acordo com o Instituto Paulista do Transporte de Carga (IPTC), conforme análise comparativa da semana 19 a 25 de novembro com a de 26 de novembro a 2 de dezembro, foram identificados alguns indicadores relevantes. De acordo com as informações, na comparação da semana as regiões apresentaram pouca variação na precificação do gasóleo, as movimentações significativas reforçam a importância de monitorar regularmente as flutuações nos preços do combustível, pois mesmo pequenas variações podem ter impactos significativos nos custos operacionais das empresas e no dia a dia dos consumidores.

Belo Horizonte, diminuiu o valor do diesel comum em -2,65%, seu valor atual é de R$ 5,88. Goiânia aumentou o valor do combustível diesel comum em 2,06% com o preço de R$ 5,95. Natal, reduziu o valor do diesel comum em -2,58% e seu valor é de R$ 6,04. Palmas decaiu na valoração do gasóleo S10 em -4,57% custando cerca de R$ 6,06 Em Salvador houve aumento do valor do diesel comum em 4,80% valendo R$ 5,89.

Já São Paulo diminuiu o valor do diesel comum em -0,32% estando no valor de R$ 5,95, e diminuiu o valor do gasóleo S10 em -1,00% seu valor é de R$ 6,24.

Analisando individualmente, hoje, a capital brasileira com diesel mais caro é Rio Branco, com os seguintes valores: Diesel S10 em R$ 7,02 e o comum em R$ 6,97. São Luís apresenta o combustível mais barato, com o S10 custando R$ 5,87, e o diesel comum em R$ 5,82.

De qualquer forma, a Petrobras, no momento, anuncia estar mantendo estáveis seus preços de venda de gasolina às distribuidoras, tendo em vista o último movimento realizado em 21 de outubro, de redução de R$ 0,12 por litro. No ano, os preços de gasolina A da Petrobras para as distribuidoras acumulam queda de R$ 0,27 por litro, o equivalente a 8,7%.

Para o GLP (gás de cozinha), os preços de venda às distribuidoras permanecem estáveis desde o dia 1º de julho. No ano, os preços do gás de cozinha para as distribuidoras acumulam retração equivalente a R$ 10,40 por botijão de 13 kg, ou 24,7%.

A companhia reiterou que na formação de seus preços “busca evitar o repasse da volatilidade conjuntural do mercado internacional e da taxa de câmbio, ao passo que preserva um ambiente competitivo salutar nos termos da legislação vigente”.

Com informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui