Direita x direita

“A Espanha, nas eleições de domingo, está entre a direita e a direita. Por mais que o PSOE busque recuperar o discurso, seus porta-vozes de hoje estão afônicos. Mas a Espanha não é um caso isolado. A esquerda está nas ruas, com os indignados do mundo inteiro, mas sem líderes, sem projetos e sem programas.” A avaliação é do experiente jornalista Mauro Santayana, em artigo no portal da Carta Maior.

Original x cópia
Para Santayana, mesmo que quisessem, os indignados espanhóis não teriam em quem votar: “Em seu desconsolo, tanto faz sufragar Rubacalba (Alfredo, PSOE) quanto Rajoy (Mariano, do PP). Por isso mesmo espera-se a vitória do conservador, por ser uma alternativa ao que já se conhece”, destaca.

Comparável
Os patéticos apelos dos líderes dos partidos europeus, cujas siglas insistem em manter referências a idéias de esquerda, para que seus eleitores votem contra a direita, lembram os embates na Alemanha dos anos 70. Naquele período de forte efervescência política, depois de se submeter às diretrizes de Washington, a direção do Partido Social Democrata (SPD) alemão, sob fortes críticas da base do partido, reagia com indignação, perguntando que  eles consideram o SPD igual ao conservador CDU: “Não é igual, mas é comparável”, respondiam intelectuais e estudantes em processo de descolamento do SPD.

Democracia suspensa
A deterioração da democracia na Europa – processo umbilicalmente ligado à decisão da sua plutocracia de, seja qual for o partido no poder, impor goela abaixo medidas que prejudicam 99% da população, produziu já sua primeira ironia, amarga por verdadeira. Apeado do poder por imposição da União Européia (UE), Silvio Berlusconi qualificou, com propriedade, de “suspensão da democracia” a nomeação, “sem apoio dos cidadãos”, do tecnocrata sem voto Mario Monti. A indicação de Monti, também nomeado senador biônico pelo presidente italiano Giorgio Napolitano, constitui, mais do que uma suspensão da democracia, uma tentativa de golpe, ao impedir que o novo governo seja submetido ao escrutínio dos italianos, para que estes se posicionem sobre as políticas recessivas do FMI impostas ao país.

Nanobesteira
O “especialista estrangeiro” que, segundo o relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), teria ajudado o Irã no programa nuclear não tem qualquer relação com essas atividades. O jornalista investigativo estadunidense Gareth Porter mostrou no Washington Post que a especialidade do cientista – identificado como Vyacheslav Danilenko – é a fabricação de nanodiamantes com explosivos, e suas viagens ao Irã, na década de 1990, estiveram relacionadas ao programa de pesquisas sobre nanotecnologia do país.

Artigo anteriorBomba
Próximo artigoQuase metade é da banca
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Preços ao consumidor de março avançaram mais que esperado

Veículos novos registraram o segundo mês consecutivo sem variação, enquanto os usados apresentaram variação positiva.

Castello Branco diz adeus à Petrobras

Assembleia de acionistas da estatal aprovou a destituição.

Alerj pede ao STF suspensão do pagamento de dívida na pandemia

Alerj estima que desde março de 2020, quando se iniciou a pandemia, o Estado do Rio já quitou R$ 1 bilhão em juros da dívida com a União.

Governo Bolsonaro tumultua e população vive drama para receber auxílio

Consórcio do Nordeste, formado por todos os governadores da região, defende que governo descentralize pagamento do benefício.

Indústria do cimento cresce 19% no 1º tri

Mau desempenho no primeiro trimestre de 2020, em razão das fortes chuvas e do início da pandemia, frente ao mesmo período de 2021, refletiram na alta do setor.