Direito autoral

Quanto à afirmação “Daqui a pouco até assobiar música na rua vai ser passível de cobrança” (Fatos & Comentários, 28/29 de julho de 2010), lamentamos que tenha faltado entendimento sobre o assunto. O Ecad arrecada direitos autorais por execução pública musical. Por isso, pessoas que têm o hábito de assobiar ou escutar seus rádios em suas residências, entre outras situações, jamais terão que pagar direitos autorais, pois nestes casos não há configuração de execução pública musical – diferentemente de emissoras de rádio, TV, cinemas, promotores de eventos, boates, bares, clubes, hotéis, lojas comerciais, academias, entre outros, que devem solicitar prévia autorização ao Ecad por explorar publicamente as obras de autores que possuem direitos protegidos.
(…) os usuários de música, como os estabelecimentos comerciais, agregam valor a seus negócios ao utilizarem a música, seja através de sonorização ambiental, seja ao vivo. Com isso, um bar, uma loja, um restaurante ou uma lanchonete certamente estará oferecendo um local mais agradável, contribuindo para aumentar a frequência de seus clientes. No caso das rádios e organizadores de eventos, a música é considerada fator de sucesso de suas programações e festas. O pagamento do direito autoral, portanto, nada mais é do que a retribuição ao autor pelo uso de sua música.

Rogéria Lemos
Assessora de imprensa do Ecad
Rio de Janeiro – RJ

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBola murcha
Próximo artigoNem aí

Artigos Relacionados

Bolsonaro invade TV Brasil

Programação foi interrompida 208 vezes em 1 ano para transmissão ao vivo com o presidente.

FMI: 4 fatores ameaçam inflação

Fundo acredita que preços deem uma trégua no primeiro semestre de 2022, mas...

Pandora Papers: novos atores nos mesmos papéis

Investigação mostra que pouco – ou nada – mudou desde 2016.

Últimas Notícias

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...

Ciência: entidades pedem liberação de recursos

Organizações questionam redirecionamento para outras áreas de R$ 515 milhões, que eram do CNPq.

Rating da EDP BR não muda com aquisição da Celg-T

Para a Fitch Ratings, a qualidade de crédito da EDP Energias do Brasil S.A. (EDP BR, Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA (bra)’, Perspectiva...

Tesouro: Queda do investimento líquido em ativos não financeiros

O Tesouro Nacional informou nesta sexta-feira que no 2º trimestre de 2021, a necessidade líquida de financiamento do Governo Geral alcançou 7,1% do PIB,...

Leilão de Excedentes da Cessão Onerosa terá sucesso?

Após a realização da 17ª Rodada de Licitações de Blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural no último dia 7, considerado...