Distribuição de lucro do FGTS pode chegar a R$ 8,23 bi

Rendimento supera aplicações de renda fixa.

Se o Ministério da Economia fizer como em 2019, quando distribuiu 100% do lucro do FGTS obtido em 2018, os trabalhadores com carteira assinada terão direito a R$ 8,23 bilhões a mais em suas contas. No ano passado, porém, o percentual diminuiu e foram distribuídos somente 66% do lucro.

O Conselho Curador do FGTS, formado pelos empresários, trabalhadores e governo, tem até 31 de agosto para decidir qual o percentual a ser distribuído.

“Quando o resultado total do lucro não vai para a conta do trabalhador, passa a ser patrimônio líquido do Fundo de Garantia, mas numa época de alto índice de desemprego e com previsões nada otimistas de recuperação da economia, é sempre bom o trabalhador poder contar um recurso extra em sua conta do FGTS”, diz Clóvis Scherer, economista do Dieese, que assessora a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

“Os juros recebidos pelos empréstimos, menos as despesas, são os resultados que podem ser distribuídos ao trabalhador. As habitações de programas populares com valores baixos não trazem lucros, por serem empréstimos com juros abaixo do mercado financeiro”, explica o economista.

A distribuição teve início em 2017, referente ao lucro obtido em 2016. Foi distribuído metade do resultado. Com isso, o FGTS, que sempre teve rendimento baixo, alcançou uma remuneração de 5,11% mais 1,93% da distribuição. Em 2018 também foram distribuídos 50% dos lucros do ano anterior, o que representou R$ 6,23 bilhões. Com isso o trabalhador recebeu 3,8% de remuneração e mais 1,72% de distribuição.

Em 2019, foram R$ 12,2 bilhões, 100% do lucro obtido em 2018. Com a taxa de referência (TR) zerada, a remuneração foi menor, de 3%, mas atingiu o total de 6,18% com o reparte do resultado, mais do que a poupança, por exemplo, que rendeu 4,55%, e que o CDB.

No ano passado, houve a distribuição de 66% do lucro, resultando em R$ 7,5 bilhões a mais nas contas dos trabalhadores. O rendimento total ficou em 4,9%.

“Diante da crise, o resultado de R$ 8,23 bilhões ficou acima 17,6% da expectativa que a Caixa projetava, de lucro de R$ 7 bilhões. Foi menor do que o ano passado, mas foi um bom resultado para 2020”, diz Scherer.

Leia mais:

Orçamento: Receita de R$ 4,3 tri e R$ 2,5 tri para refinanciar dívidas

Páscoa de 2021 deve ter retração das vendas no varejo

Oito em 10 empresas de construção estão desabastecidas de aço

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Mercado já espera inflação superior a 8%

O mercado financeiro subiu, pela 24ª vez consecutiva, a estimativa de inflação oficial do país para este ano medida pelo Índice de Preços ao...

Saúde e Educação são os que mais perderam recursos no Orçamento

Quase 200 investimentos perderão R$ 10 bilhões.

Importações sobem 60% e derrubam superávit

No ano, saldo é de US$ 54,52 bilhões, alta de 40%.

Últimas Notícias

Vale cancela ações em tesouraria sem reduzir o valor do capital social

O Conselho de Administração da mineradora Vale aprovou o cancelamento de 152.016.372 ações ordinárias de emissão da companhia adquiridas em programas de recompra anteriores...

Eve: Aeronaves elétricas de emissão zero de carbono

A Eve Urban Air Mobility, da Embraer, e a francesa Helipass, plataforma de reserva de voo em helicópteros para turismo e mobilidade aérea, anunciaram...

Petrobras terá arquivos nas nuvens

A Petrobras inaugurou, na última sexta-feira (17), o Centro de Competência em Computação em Nuvem (CCC), que vai direcionar e acelerar a estratégia de...

Evergrande: Crise pode afetar exportação de minério de ferro

A segunda-feira foi bastante movimentada com a notícia vinda da China que a Evergrande Real Estate, gigante do setor de incorporação imobiliária no país...

Brics: Título para ter receita e financiar projetos de infraestrutura

Brics: Título para ter receita e financiar projetos de infraestrutura O Novo Banco de Desenvolvimento do Brics (NDB, em inglês) emitiu um título denominado em...