Ditadura financeira

Segunda principal unidade da federação, o Estado do Rio de Janeiro sintetiza bem a difícil situação de estados e municípios oitos anos depois de reinado do presidente FH. Ano que vem, o estado vai destinar mais recursos para pagar juros e amortizar sua dívida do que para investimentos, R$ 2,1 bilhões contra R$ 1,7 bilhão, respectivamente. O Orçamento previsto para 2003 soma R$ 21,8 bilhões, o que significa que, de cada R$ 100, R$ 10 serão esterilizados com juros e amortização da dívida.

Mundo cão
Das 1,6 milhão de pessoas que morreram vítimas de violência em 2000, cerca de metade se suicidou, um terço foi vítima de homicídio e um quinto de conflito armado. Naquele ano, para cada um dos 199 mil jovens mortos, cerca de 20 a 40 outros sofreram lesões que necessitaram de tratamento hospitalar. Os dados constam da versão brasileira do Relatório Mundial Sobre Violência e Saúde, elaborado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e que será divulgado oficialmente nesta sexta-feira, em São Paulo.

Metodologia
Coordenadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP), Nancy Cardia destaca que o relatório é visto por especialistas como “um esforço importante para parar e inverter o crescimento da violência na América Latina, pois é um instrumento útil para órgãos do governo e ONGs elaborarem e executarem políticas de contenção da violência”. O relatório examina as dificuldades para dimensionar a violência, pois, em geral, os dados disponíveis destacam as mortes, levando as pesquisas a negligenciarem os números sobre feridos.

Estufa
A Exxon Mobil Corporation vai investir US$ 100 milhões em um projeto da Universidade de Stanford dedicado à pesquisa de novas tecnologias comercialmente viáveis de energia com capacidade de reduzir substancialmente a emissão de gases que provocam o efeito estufa. A Exxon destaca que o investimento “é uma demonstração da crença antiga de que o sucesso no desenvolvimento e na implantação global de tecnologia inovadora e comercialmente viável é o único caminho que pode enfocar os riscos da mudança climática no longo prazo enquanto preserva e promove a prosperidade das economias do mundo.” Em outras palavras, com o crescimento da consciência ecológica e com a redução das reservas de petróleo, as empresas do setor têm de se movimentar para não virarem fósseis.

Comparações
A malha de transmissão de energia elétrica do Brasil, se transposta para a Europa, se estenderia de Lisboa até Moscou. A energia que passa por ela, entretanto, atende às necessidades de um país como a Itália ou a Inglaterra. A constatação é do Instituto Nacional de Eficiência energética (Inee).

Promoção
Ainda que acostumados à presença, cada vez mais numerosa, de ambulantes nos ônibus do Rio, passageiros ainda se surpreendem com a criatividade da turma. Ontem, um vendedor de pastilhas aceitava trocar vale-transporte de R$ 1,30 por cinco unidades.

Difícil unanimidade
Se continuar insistindo em fazer mudanças sem contrariar nenhum setor, o presidente eleito Luiz Inácio Lula vai acabar desagradando a todos.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOs eleitos
Próximo artigoBaco

Artigos Relacionados

Suíça é ponte para exportações à Rússia

Vendas do País que lava mais branco aos russos cresceram mais de 80% desde fevereiro.

Homens pintam melhor que mulheres?

Não, mas recebem 10 vezes mais por obra.

Rio tem opções de áreas para termelétricas

Estado tem as melhores características na Região Sudeste, diz Wagner Victer.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.