Dívidas trilionárias mas longe dos cofres públicos

Além de contestadas, muitas são de empresas que deram calote e desapareceram.

Os débitos inscritos nas dívidas ativas somam trilhões de reais. Ao final de 2020, somente a União contabilizava R$ 2,5 trilhões. Mas quanto disso pode ser recuperado? A lista da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) traz empresas que contestam débitos e dívidas bilionárias em nome de companhias que nunca pagarão, por já ter ido à falência e não ter patrimônio.

O mesmo se repete nos estados. No Rio de Janeiro, por exemplo, a lista com as empresas inscritas na dívida ativa (agosto de 2021) traz Petrobras, Manguinhos, Arrows, CSN e Light, que juntas somam quase R$ 20 bilhões. Caso típico de cobranças contestadas administrativamente e judicialmente. Ainda que o fisco estadual ganhe as disputas, levará anos para arrecadar o dinheiro. Há ainda o caso de dívidas que, mesmo que sejam reconhecidas, dificilmente serão pagas, como o R$ 1,2 bilhão atribuídos à Varig.

Há ainda as pessoas físicas, com valores mais modestos. A lista do Rio de Janeiro traz na cabeça Eike Batista, com 10 CDAs que totalizam R$ 47,1 milhões.

 

Clássico

Um dos livros mais importantes da Economia, A Riqueza das Nações, de Adam Smith, ganha nova edição no Brasil, desta vez pela Edipro.

“Todo o indivíduo que emprega o seu capital em apoio às atividades internas necessariamente se esforça para dirigir essa atividade para que seu produto tenha o maior valor possível. O produto do trabalho é aquilo que este acrescenta ao objeto ou à matéria-prima em que é empregada” (p. 453).

A obra original é dividida em 5 volumes, que a Edipro reuniu nessa edição integral. Com capa dura, mais de mil páginas e tradução cuidadosa, o clássico conta com a revisão técnica e comentários do professor doutor Maurício Chalfin Coutinho, do Instituto de Economia da Unicamp.

 

Mestre

A coluna homenageia o jornalista e professor Nilson Lage, que morreu nesta segunda-feira, aos 84 anos, em Florianópolis, após brava luta contra câncer no pulmão. Além de experiente profissional das redações, foi, sem dúvida, um dos melhores professores de jornalismo do País.

 

Rápidas

“Aspectos Fiscais” será tema de webinário do Grupo de Estudos de Tributação do Agronegócio, nesta quinta, às 9h *** Nesta sexta-feira, às 14h, a FGV Educação Executiva faz webinário sobre ESG no setor elétrico, pelo canal da FGV no YouTube *** ClarkeModet é uma das representantes brasileiras no IPR Gorilla, evento sobre propriedade intelectual *** Promovido pela Hotmilk, ecossistema de inovação da PUCPR, o programa de aceleração de startups SpeedUp está com inscrições gratuitas até 28 de agosto *** O IAG da PUC-Rio realizará dia 31, às 18h30, o webinário “R para Mercado Financeiro” *** “Por trás das medalhas olímpicas: o case de sucesso do canal Woohoo” será tema da Aula Inaugural dos cursos de Jornalismo, de Publicidade e de Cinema da UVA no próximo dia 30, às 10h30, no canal do YouTube, da CasaCom Conecta. Inscrições aqui.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Terceira via tira a máscara

Diferença para atual governo está nos métodos, não nos fins.

Baía de Guanabara como sujeito de direitos

Em SC, Judiciário debate gestão e governança da Lagoa da Conceição.

Últimas Notícias

Startup lança soluções para indústrias e pequenas e médias empresas

ReFact aposta em tecnologia própria inovadora para agilizar e unificar informações dos clientes no e-commerce.

Produção de cerveja retoma ao patamar de 2014: 14,1 bi de litros

Número de brasileiros que apreciaram uma cerveja em casa saltou para 68,6% em 2020, ante os 64,6% de 2019, de acordo com a Kantar.

Bem Brasil Alimentos acelera exportações de batatas pré-fritas

Indústria mineira realizou embarques para Bolívia, Uruguai e Estados Unidos e projeta quadruplicar o volume de vendas em 2021.

Vale cancela ações em tesouraria sem reduzir o valor do capital social

O Conselho de Administração da mineradora Vale aprovou o cancelamento de 152.016.372 ações ordinárias de emissão da companhia adquiridas em programas de recompra anteriores...