Divisão

A preocupação do setor financeiro norte-americano de o Brasil não conseguir cumprir as metas acertadas com o FMI apareceu em matéria, ontem, no The New York Times. O jornal informou que a briga entre os aliados de FH está fazendo com que deixem de ser votadas “leis cruciais” para o Brasil cumprir as condições impostas pelo pacote de ajuda econômica assinado com o Fundo. O jornal disse que, além de falta de coesão ideológica entre os quatro partidos de sustentação do governo, o próprio presidente se mostra relutante para entrar em confronto e exercer sua autoridade (?!).

Marcação
Não vai bastar a Ronaldinho (ou Ronaldo, como querem os patrocinadores) escapar da marcação da defesa argentina. Fiscais da Receita Federal também entraram em campo para apurar notícia divulgada por uma emissora de TV brasileira de que o craque da seleção teria gasto US$ 16 mil para fazer umas comprinhas no Paraguai – o limite para gastos é de US$ 150, por via terrestre, e US$ 500, por via aérea. O jogador foi a Ciudad del Este de carro e voltou de helicóptero, declarando na alfândega que não trazia bagagem e sendo liberado. Mais tarde, ao ouvir as notícias, fiscais da Receita foram ao hotel pedir esclarecimentos. Ronaldinho (ou Ronaldo) atribuiu a denúncia a invenção da imprensa. Mas a Receita continua investigando, inclusive a possibilidade de as compras terem sido pagas em cheque pelo fisioterapeuta Nílton Petrone, o Filé, amigo do atacante.

Gás
O presidente da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), Jório Dauster, anunciou ontem que na próxima semana irá assinar contrato com a Petrobras e a Excelsa para construir usina termelétrica em Vitória. Os termos já foram aprovados pelo conselho acionário da CVRD. Além disso, ele também disse que já foi formado um consórcio para construir um gasoduto ligando a Bacia de Campos a Vitória. Os investimento estão orçados em US$ 70 milhões.

Fácil
A confusão nos interurbanos não surpreendeu alguns profissionais de informática. Um deles, que no passado tinha acesso às dependências da Embratel, lembrou que certa vez resolveu testar a senha de um dos servidores da empresa – que continha informações sobre faturamento de ligações internacionais. Tentou senhas simples, até que entrou com “EBT1998” – e teve acesso ao servidor.

Alta velocidade
A polícia e os fiscais dos postos de vistoria do Detran vão precisar de atenção redobrada para pegar a mais recente invenção dos motoristas que querem driblar o controle eletrônico de velocidade. Além dos já manjados CD ou adesivo espelhado colocados na traseira do carro, surgiu agora um expediente  mais sutil: passar esmalte incolor por cima dos números da placa do carro. O esmalte difrataria a luz do flash, tornando a leitura impossível, segundo quem recomenda o sistema.

Oposição
Vetusto membro de equipes econômicas, conhecido por ser  mais direitista que Margareth Tatcher, parece ter mudado de posição sobre Furnas. Garantem fontes próximas que ele já não está concordando integralmente com a cisão da empresa. O que permite duas conclusões: a privatização de Furnas, ainda mais dividindo a estatal, é tão absurda que não tem defensores; e nunca é tarde para se ter um lampejo de lucidez.

Barricada
ACM resolveu tornar  mais difícil a tarefa de FH em decidir sobre sancionar ou vetar a MP – criada pelo Planalto e já aprovada pelo Congresso – que concede incentivos para a Ford se instalar na Bahia. O senador baiano prometeu ficar no estado até FH se decida. “Todos os baianos estão unidos com o propósito de aplaudir o presidente Fernando Henrique Cardoso para manter os incentivos ao Nordeste”, disse ACM. Segundo ele, a instalação da fábrica da Ford em Camaçari significa o “início da diminuição da fome no Nordeste”.

Artigo anteriorPressão
Próximo artigoElogios, só para ACM
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Desigualdade, Big Tech e EUA são maiores ameaças à democracia

7 em 10 chineses avaliam que seu país vai bem na questão.

O poder do monopólio em rebaixar os salários

Um tributo a Joan Robinson, ‘uma das economistas mais importantes do século 20’.

Ricos querem pagar só 10% do imposto de Biden

Elisão fiscal ameaça levar US$ 900 bi do pacote para as famílias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

G20 promete ‘financiamento total’ de compra de vacinas pela OMS

Medida desbloquearia quase US$ 20 bilhões.

Em cinco anos, SP reduziu em 32%, mortes no trânsito

Só Região Metropolitana reduziu em 29%; queda nas fatalidades em nível nacional foi de 22%.

Mercado reage em dia pós-Copom

Destaque para os pedidos por seguro-desemprego nos EUA.

Boas expectativas para o dia

Hoje, mercados começando aparentemente com realizações de lucros recentes e aguardando a decisão do Banco Central inglês sobre política monetária.

Mesmo com perdas de 75%, empresas em favelas mantêm 80% dos empregos

São mais 289 mil comércios registrados nas cerca de 6 mil comunidades em todo o Brasil.