Donos da bola

O capital estrangeiro participou de 650 das 1.181 fusões e aquisições de empresas nacionais durante o primeiro mandato do presidente FH. Além disso, as empresas controladas por multinacionais já detêm mais de 50% do faturamento líquido de todas as empresas instaladas no país. Em 1980, esse percentual era de 28%. Os dados são do senador tucano Pedro Piva. Primo do presidente da Fiesp, Horácio Piva, ele também é o suplente da cadeira deixada por FH no Senado. Eles foram relembrados pela economista Tânia Bacelar, da UFPE, em artigo no último número do Jornal dos Economistas.

Racionalizando as culpas
A incrível descoberta do presidente do Ipea, Roberto Martins, de que “o Brasil poderia ficar dez anos sem crescer e reduzir as desigualdades com políticas públicas adequadas”, não só transforma numa quimera o combate à miséria, como tenta dar sustentação técnica à nova República Velha do tucanato, a primeira a teorizar sobre o fim da capacidade do Brasil retomar o desenvolvimento.

Agilidade
A Câmara de Vereadores do Rio enviou moção coletiva ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Maurício Corrêa, pedindo a agilização do julgamento do mérito das ações de inconstitucionalidade da competência legal sobre a responsabilidade da concessão dos serviços de água e esgoto da cidade. Os vereadores querem que o STF decida com brevidade se a concessão cabe ao estado ou ao município. A iniciativa partiu do líder do PSDB na Câmara, vereador Otávio Leite, que foi pessoalmente a Brasília entregar o documento assinado por todos os parlamentares da Casa.

Prêmio
Os 6.200 franqueados de loterias da Caixa Econômica Federal classificaram de equivocadas as propostas que reduzem os prêmios das loterias federais e avaliam que isso pode provocar uma debandada dos apostadores. A posição foi tomada pelos representantes da Federação Nacional dos Agentes Lotéricos (Fenal), que se reuniram sexta-feira em Brasília com o presidente da Caixa Econômica Federal, Emílio Carazzai. No Congresso Nacional tramitam projetos que reduzem a parcela da loteria destinada aos ganhadores dos sorteios, distribuindo  mais recursos para setores sociais. Atualmente, 32% do dinheiro arrecadado é destinado a prêmios. “Se tirarmos ainda mais um pedaço da premiação, o apostador vai fugir e todos perdem”, alerta Nilton Pinto de Castro, presidente da Fenal.

Fuga para a praia
Os milhares de agricultores que marcham sobre Brasília com seus tratores e caminhões neste fim de semana poderiam fornecer um barulhento material para novas elucubrações do presidente FH sobre as minorias silenciosas. Vossa Excelência, porém, infelizmente optou por tirar férias no Rio. Aparentemente, os assessores acharam que ele não resistiria ao choque de realidade.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCálculos
Próximo artigoFora daqui

Artigos Relacionados

Construção da P-80 ‘exporta’ 395 mil empregos

Candidatos defendem volta do conteúdo local e fazer reparos de embarcações no Rio.

Europa admite 2 pesos na crise na Ucrânia e em Gaza

Cinismo típico da mentalidade colonial

Petróleo sob disfarce de direitos humanos

China descobre grande reserva na Região de Uigur, alvo das ‘preocupações’ dos EUA.

Últimas Notícias

Vestuário e calçados têm desempenho positivo entre redes de moda

Dia dos Pais impulsionou desempenho do setor; mercado de roupas usadas pode ultrapassar varejo de moda em 2024.

Bares e restaurantes tiveram o maior faturamento do ano em julho

Segundo associação do setor, 32% dos estabelecimentos operaram com lucro no período, enquanto 41% tiveram equilíbrio.

China aprofunda cooperação agrícola pela segurança alimentar global

Quando os ventos sopram a exuberante fazenda de trigo que se estende por cerca de 300 hectares no noroeste do Zimbábue em agosto, é difícil acreditar que essa terra fértil era estéril há uma década.

Câmara do Rio cassa mandato de Gabriel Monteiro

Vereador foi julgado por quebra de decoro parlamentar.

ODI não financeiro da China sobe 4,4% de janeiro a julho

O investimento direto não financeiro (ODI, sigla em inglês) aplicado pela China no exterior atingiu 424,28 bilhões de yuans nos primeiros sete meses do ano, um aumento anual de 4,4%, mostram os dados oficiais nesta quinta-feira.