Donos da bola

O capital estrangeiro participou de 650 das 1.181 fusões e aquisições de empresas nacionais durante o primeiro mandato do presidente FH. Além disso, as empresas controladas por multinacionais já detêm mais de 50% do faturamento líquido de todas as empresas instaladas no país. Em 1980, esse percentual era de 28%. Os dados são do senador tucano Pedro Piva. Primo do presidente da Fiesp, Horácio Piva, ele também é o suplente da cadeira deixada por FH no Senado. Eles foram relembrados pela economista Tânia Bacelar, da UFPE, em artigo no último número do Jornal dos Economistas.

Racionalizando as culpas
A incrível descoberta do presidente do Ipea, Roberto Martins, de que “o Brasil poderia ficar dez anos sem crescer e reduzir as desigualdades com políticas públicas adequadas”, não só transforma numa quimera o combate à miséria, como tenta dar sustentação técnica à nova República Velha do tucanato, a primeira a teorizar sobre o fim da capacidade do Brasil retomar o desenvolvimento.

Agilidade
A Câmara de Vereadores do Rio enviou moção coletiva ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Maurício Corrêa, pedindo a agilização do julgamento do mérito das ações de inconstitucionalidade da competência legal sobre a responsabilidade da concessão dos serviços de água e esgoto da cidade. Os vereadores querem que o STF decida com brevidade se a concessão cabe ao estado ou ao município. A iniciativa partiu do líder do PSDB na Câmara, vereador Otávio Leite, que foi pessoalmente a Brasília entregar o documento assinado por todos os parlamentares da Casa.

Prêmio
Os 6.200 franqueados de loterias da Caixa Econômica Federal classificaram de equivocadas as propostas que reduzem os prêmios das loterias federais e avaliam que isso pode provocar uma debandada dos apostadores. A posição foi tomada pelos representantes da Federação Nacional dos Agentes Lotéricos (Fenal), que se reuniram sexta-feira em Brasília com o presidente da Caixa Econômica Federal, Emílio Carazzai. No Congresso Nacional tramitam projetos que reduzem a parcela da loteria destinada aos ganhadores dos sorteios, distribuindo  mais recursos para setores sociais. Atualmente, 32% do dinheiro arrecadado é destinado a prêmios. “Se tirarmos ainda mais um pedaço da premiação, o apostador vai fugir e todos perdem”, alerta Nilton Pinto de Castro, presidente da Fenal.

Fuga para a praia
Os milhares de agricultores que marcham sobre Brasília com seus tratores e caminhões neste fim de semana poderiam fornecer um barulhento material para novas elucubrações do presidente FH sobre as minorias silenciosas. Vossa Excelência, porém, infelizmente optou por tirar férias no Rio. Aparentemente, os assessores acharam que ele não resistiria ao choque de realidade.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCálculos
Próximo artigoFora daqui

Artigos Relacionados

Petroleiras ganham dinheiro no mercado, não com produção

Desde a década de 1980, companhias viraram empresas financeiras.

‘EUA do Mar’ seria considerado crime de lesa-pátria

Na terra de Biden, entregar navegação a estrangeiros é impensável.

Governo Bolsonaro não dá a mínima para a indústria

País perde empregos de qualidade e prejudica desenvolvimento.

Últimas Notícias

Lendas das small caps – market timing, recuperação e liquidez

O Monitor Mercantil publica a segunda parte do trabalho, iniciado no dia 18 de novembro, feito pela Trígono Capital sobre as sete lendas das...

Pesquisa mostra saúde financeira dos brasileiros

O brasileiro está “mais apertado” por conta da pandemia de Covid-19, com 6 em cada 10 pessoas reduzindo gastos neste período. E mais: 66%...

Recorde de retiradas líquidas da poupança: R$ 12,37 bi

O Banco Central (BC) informou, nesta segunda-feira, que as retiradas da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 12,377 bilhões, em novembro. Essa...

Petrobras poderá se tornar uma empresa suja

A Petrobras anunciou no último dia 24 de novembro seu plano estratégico 2022-2026, com investimentos previstos de US$ 68 bilhões nos próximos 5 anos....

Empresas abertas na pandemia são 452% mais vulneráveis a fraudes

Com a chegada da pandemia e o aumento do desemprego, muitos brasileiros viram no empreendedorismo a oportunidade de conseguir uma renda mensal. A criação...