Doping

Banido das editorias de economia, o desemprego insiste em comparecer às páginas de esporte. Precisando vencer os últimos dois jogos da segunda divisão do Campeonato Brasileiro para evitar o rebaixamento para a “Terceirona”, o América mineiro recorreu ao apoio de empresários simpatizantes do tradicional clube, que já teve torcedores ilustres como Tancredo Neves. Para tentar lotar o Mineirão, hoje, no jogo com o CRB, o clube vai promover sorteio inconcebível com o discurso de poliana dos “jornalões”: dez empregos. Os empresários prometem contratar ou encaminhar os sorteados para companhias de amigos. O perigo é o estádio ficar lotado de cruzeirenses e atleticanos ou até de torcedores alagoanas de olho nesta mercadoria rara.

Diretas Já!
A mobilização em torno da reunião do Comitê de Política Monetária, que termina amanhã, reafirma para quem ainda tinha dúvidas: enquanto os brasileiros vão de dois em dois anos às urnas para eleger os chefes do Executivo e seus representantes na Legislativo, os órgãos que, efetivamente, definem o futuro do país continuam fora do alcance do voto e do controle da sociedade. Ou seja, está na hora de eleições diretas para Copom ou como se diria na época em que o ministro José Dirceu comandava passeatas contra a ditadura: “Chega de intermediários, Henrique Meirelles para presidente!”

Poder
Quem leu as entrevistas de Lula e Palocci – cada um (e não por coincidência) a uma revista semanal – ficou com uma certeza: o presidente não permitiria qualquer ingerência na política executada pela equipe econômica. Não só porque não quer, mas também porque não pode.

Show do milhão
Casamento na Roça – um dos quadros mais procurados pelos colecionadores de Portinari – vai ser apregoado hoje, às 21h, no Copacabana Palace Hotel. A estimativa é que o preço ultrapasse R$ 1 milhão. A obra do pintor nascido em Brodosqui, São Paulo, é a atração maior do leilão da Bolsa de Arte (RJ), conduzido por Walter Rezende, que apresentará trabalhos de 96 autores brasileiros e estrangeiros, incluindo o mexicano Diego Rivera.

Novas empresas
A Incubadora Afro Brasileira abre inscrições para negócios nos setores de comércio e serviços para 450 profissionais e empreendedores afrobrasileiros com atuação na região metropolitana do Rio de Janeiro. Os interessados devem se dirigir à sede do Instituto Palmares de Direitos Humanos (IPDH), na Rua da Lapa, 39, de amanhã até 30 de setembro, no horário das 8h às 21h. Mais informações em www.ia.org.br

Dor
Motivo de 80% das consultas médicas no país, a dor nem sempre é um mero sinal de alerta. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 35% da população mundial sofrem de dor crônica – aquela que não tem causa definida e não responde a analgésicos. Dor será um dos temas discutidos no simpósio Psicanálise e Neurociências Hoje, pelo psicanalista da Sociedade de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ) Giorgio Trotto. O evento, que acontece no dia 18 de setembro, no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, na Urca, é gratuito e, apesar de voltado para psicanalistas, psicólogos, psiquiatras, é aberto para o público em geral.

Exemplo
Aos de 71 anos, o endocrinologista Rogério Oliveira é um exemplo prático de convivência pacífica com o diabetes: desenvolveu a doença aos três anos de idade, mas nunca teve complicações de saúde. Agora ele coordena o curso de pós-graduação lato sensu em Endocrinologia da Universidade Estácio de Sá, com início previsto para 28 de setembro. O curso será oferecido no Hospital da Lagoa.

Fora de foco
Apresentadas como umas das principais armas para reduzir a criminalidade na Praia de Copacabana, no Rio, as câmeras instaladas ao longo da Avenida Atlântica são fortes candidatas ao posto de factóide do verão. O inspetor de uma delegacia da área disse a uma pessoa que teve os bens furtados na praia que as câmeras, combalidas pela maresia, somente captam imagens que envolvam grande movimento, sendo praticamente inúteis para dar zoom em assaltantes que agem sozinhos.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNu & faminto
Próximo artigoNota vermelha

Artigos Relacionados

Falta de servidores traz prejuízo, inclusive financeiro

Fila de segurados no INSS vai engrossar precatórios em R$ 11 bilhões.

Desmonte do Estado se dá pelas beiradas

Miçangas e espelhos empurram reformas administrativas nos municípios.

O que vale pros precatórios vale pra dívida interna?

Se calotes são defensáveis, poderiam ser estendidos para os títulos públicos.

Últimas Notícias

Distribuição comercial: quais cláusulas e condições mais importantes?

Por Marina Rossit Timm e Letícia Fontes Lage.

Mercado corre do risco em momento de estresse

Se tem uma coisa que o mercado é previsível é com relação ao seu comportamento em momentos de estresse é aversão ao risco. “Nessa...

Petrobras: mais prazo de inscrição no novo Marco Legal das Startups

Interessados em participar do primeiro edital da Petrobras baseado no novo Marco Legal das Startups (MSL) poderão inscrever-se até o dia 12 de dezembro....

Canal oficial para investidor pessoa física na B3

A partir desta sexta-feira, a nova área logada do investidor da B3, lançada em junho, passa a ser o canal que centraliza todas as...

Fitch Ratings atualiza metodologia de Rating de Seguros

A Fitch Ratings, agência de classificação de risco, publicou nesta sexta-feira relatório de atualização de sua Metodologia de Rating de Seguros. Segundo a agência,...