Doutor Pangloss

Do presidente da Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e da Globalização Econômica (Sobeet), Antônio Corrêa de Lacerda, sobre o patético apelo do presidente FH à racionalidade dos mercados financeiros: “É como pedir aos criminosos para serem mais complacentes e menos violentos. O efeito é inócuo”, ironiza. Para Lacerda, o acirramento da crise financeira se deve, em grande medida, à adoção pelo governo “de políticas inadequadas do FMI para países em desenvolvimento”.

Contravenção
Decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) garante ao Ministério Público e à Polícia Militar poder para atuar na repressão às máquinas caça-níqueis já está em vigor. A posição adotada pelo STJ classifica o funcionamento das máquinas caça-níqueis – qualquer uma – como crime de contravenção. O acórdão, a partir de recurso da Procuradoria-Geral de Justiça de Minas Gerais, foi aprovado de forma unânime pelos ministros da 1º Turma do STJ. O tribunal entende que já existe posição adotada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) suspendendo várias liminares concedidas pelo Tribunal de Justiça de Minas que permitiam a exploração das máquinas caça-níqueis.

Explicações
O ministro das Minas e Energia, Francisco Gomide, e o presidente da Petrobras, Francisco Gross, serão convocados para explicar, em audiência pública da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, depois da eleição, qual a política da Petrobras para a construção de plataformas e navios. A iniciativa é da deputada federal Jandira Feghali (PcdoB), que não se surpreendeu com o pouco empenho do BNDES em abrir linhas de crédito para empresas nacionais participarem da licitação para a construção das plataformas da estatal P-51 e P-52, orçadas em cerca de US$ 1 bilhão. Para a parlamentar, o grande erro do processo de licitação para a construção das plataformas P-51 e P-52 é que não consta nenhuma exigência no contrato sobre o percentual de conteúdo nacional das obras.

República do Garotinho
Ao apresentar, ontem, seu programa habitacional no horário eleitoral, o candidato do PSB à Presidência da República, Anthony Garotinho, deixou em ouvintes mais atentos a sensação de que os beneficiários de seus programas vivem em grandes comunidades. Segundo Garotinho, ele teria garantido casas populares para 500 mil pessoas. Esse número, porém, é quase dez vezes maior do que os dados oficiais da Cehab e dos que constam da própria página de Garotinho na Internet (www.garotinho40.com.br): cerca de 10 mil casas, sendo mais de 3 mil ainda em construção. Ou seja, para sustentar os dados do programa eleitoral do candidato, cada casa teria de abrigar, em média, 60 pessoas. Nesse caso, em vez de “o maior programa de habitação que a história já viu”, se trataria de o maior aperto da história mundial.

Efeito Lula
É grande a fila que se vai formando atrás de Lula, com as elevadas chances do candidato petista ser eleito ainda no primeiro turno. Pessoas que não têm afinidade com os ideais do PT têm feito discurso próximo ao da oposição, como José Luiz Alqueres, que no governo Itamar Franco foi presidente da Eletrobrás e principal condutor da fase inicial do processo de privatização das empresas de eletricidade, e o ex-primeiro genro David Zilberstajn, que era secretário de Energia do Estado de São Paulo à época em que foram desenhadas as vendas das estatais paulistas. Alqueres agora é forte crítico das privatizações. Quanto a Zilberstajn, diz que foi contra a venda das elétricas paulistas.

Herança
Entre dezembro de 2000 e maio de 2002, o governo destinou R$ 150 bilhões para pagar o serviço da dívida consolidada. Apesar disso, no mesmo período a dívida cresceu R$ 230 bilhões. Os números foram apurados pelo professor aposentado da UFMG Elias Antonio Jorge e revelados em entrevista à revista da Unafisco Sindical.

Artigo anteriorLulite
Próximo artigoGol contra
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Indústria do Brasil cai menos que mundial na pandemia

‘Soluço’ não detém trajetória de queda iniciada no final dos anos 1980.

Batendo palma para maluco dançar

CPI precisa ser ágil para não deixar governistas propagarem mentiras impunemente.

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Energia renovável tem custo abaixo de combustível fóssil mais barato

Energia solar para instalação comercial ficou 55% mais barata entre 2017 e 2020 no Brasil.

Renda mensal per capita para acesso ao BPC reduziu para 1/4 do mínimo

Também foi regulamentado o auxílio-inclusão.

Indústria do Brasil cai menos que mundial na pandemia

‘Soluço’ não detém trajetória de queda iniciada no final dos anos 1980.

STF confirma decisão que considera Moro parcial no caso do triplex

Marco Aurélio e Luiz Fux votaram contra parcialidade do ex-juiz.

Salles pede para sair

Alvo de investigações, ministro do Meio Ambiente teve exoneração publicada em edição extra do D.O.U.