Déficit de credibilidade

Para ainda levar a sério os pitacos de agências de classificação de risco é preciso, simultaneamente, divulgar os palpites, expressados sob a forma de classificação de risco de países e empresas avaliados antes de setembro de 2008. Por exemplo, como a Standard & Poor”s (S&P) – que, nesta terça-feira, operou os mercados financeiros globais rebaixando o rating da Grécia e de Portugal – classificava esses países quando seus déficits orçamentários estavam sendo maquiados?

Atração
Trinta e oito empresários alemães estarão no Rio de Janeiro, nesta quinta, de olho em negócios em sistemas de segurança, construção de arenas esportivas e infra-estrutura para Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016. O ministro da Economia da Alemanha, Rainer Brüderle, lidera a comitiva. Hoje, 1.200 empresas de capital alemão atuam no Brasil. Elas empregam 250 mil funcionários e são responsáveis por 10% do PIB industrial do país. A Alemanha, em 2009, investiu US$ 2, 473 bilhões no Brasil, o que corresponde a 7,8% do total de IED feito no Brasil. Dentre os maiores investimentos alemães destacam-se: 4,5 bilhões de euros na Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), projeto da ThyssenKrupp, e de 1,3 bilhão de euros na Volkswagen.

Olé
Quatro restaurantes espanhóis estão entre os dez melhores do mundo, no ranking The S.Pellegrino World”s 50 Best Restaurants Awards 2010. Apenas um estabelecimento da América do Sul figura entre os 50 melhores, o D.O.M., de Alex Atala, que fica nos Jardins. Encabeça a lista o Noma, de Copenhague.

Avalanche
Uma em cada três empresas não sabe como gerenciar os crescentes volumes de dados nas suas aplicações corporativas. É o que mostra estudo da Informatica Corporation realizado com usuários de um software de banco de dados. O problema do aumento do volume de dados é agravado por regras e políticas que exigem que tais informações permaneçam acessíveis por longos períodos. Pelo levantamento, 60% mantêm os dados por sete anos ou mais.

Estágio
Quem procura de uma vaga de estágio ou trainee não pode perder a Feira de Estágio da UFRJ. O evento acontece nos dias 4, 5 e 6 de maio no Centro de Tecnologia – Ilha do Fundão. Oi, Lojas Americanas, KPMG,  e L”Oréal são algumas das empresas participantes, que juntas oferecerão mais de 2 mil vagas. Mais informações em www.feiradaufrj.com.br

Lei Geral
Debater a implementação da Lei Geral das Micro  e Pequenas Empresas nos municípios e estados é o objetivo de encontro que o Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescon-RJ) e o  Sebrae-RJ realizam dia 6 próximo. Os  interessados podem se inscrever através do site  www.sescon-rj.org.br.

Direito e Internet
Um curso telepresencial sobre “Questões de Direito de Família na Internet” será ministrado pelo advogado Eduardo Barbosa, conselheiro estadual da OAB-RS, no próximo dia 12, às 19h, na Associação dos Advogados de São Paulo (AASP). Por duas horas, o advogado especialista abordará os seguintes temas: Infidelidade virtual, A prova eletrônica no Direito de Família, Indenização e O Direito Comparado. O curso será dado por meio de um sistema de transmissão ao vivo via satélite, sendo possível fazer perguntas ao palestrante. Mais informações em www.aasp.org.br/aasp/cursos/crs_index.asp#

Dívida x vida
O documentário Vida e Dívida, de Stephanie Black, será exibido na próxima quinta-feira,  na Associação Brasileira de Imprensa (ABI). No filme, o contraste entre os objetivos políticos de instituições financeiras internacionais e seu impacto real nos cidadãos de países em desenvolvimento serve como uma plataforma para criticar o papel do FMI na Jamaica. Vida e Dívida denuncia os efeitos prejudiciais da liberalização do comércio e da dívida externa na vida dos jamaicanos comuns. A ABI fica na Rua Araújo Porto Alegre 71, no Centro do Rio.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPra frente, Brasil
Próximo artigoPré-brics

Artigos Relacionados

Guedes esperava muito da educação

Setor educacional prometeu, mas ainda não cumpriu.

Petrobras também foi ao mercado em Londres

Estatal criou subsidiária na década de 80 para atuar nas Bolsas.

Petroleiras ganham dinheiro no mercado, não com produção

Desde a década de 1980, companhias viraram empresas financeiras.

Últimas Notícias

CFM lança programa inédito de identificação com tecnologia Valid

CFM passa a oferecer Certificado Digital gratuitamente a todos os médicos brasileiros.

Câmara rejeita ‘PL antiterrorismo’

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira a urgência para votar o Projeto de Lei (1595/19) que cria uma polícia política que permite ao...

Programa AceleraD’Or de Mentoria entra em fase decisiva

Em fase decisiva para a escolha das 10 empresas participantes do projeto, o Programa AceleraD’Or de Mentoria, patrocinado pela D’Or Consultoria, teve repercussão positiva...

Aconseg-RJ mostra um 2022 promissor para as assessorias

Em reportagem especial da edição, os executivos confirmam a rápida resposta do setor e sua adequação aos tempos de desafios que foram superados com...

Inovação em Seguros concederá NFTs a vencedores

Uma das novidades do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros, promovido pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), será a concessão...