Déficit primário

De acordo com o economista Plínio de Arruda Sampaio, da Unicamp, às vésperas do segundo turno das eleições de 1989 Lula já demonstrava o quanto é conservador: “Em meio à discussão sobre os problemas da economia, puxou-me pelo braço dizendo “não se preocupe, se a coisa apertar a gente chama o pessoal da PUC do Rio””. Para o professor da Unicamp, hoje dissidente do PT, “Lula tem déficit de coragem e, no sufoco, pula no colo do capital.”

Chávez x Bush
Na sua disputa particular por influência na América Latina com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, o presidente dos Estados Unidos, George Bush, vai ter de ir muito além da retórica “do disco arranhado” como Chávez classificou o discurso monocórdio do norte-americano restrito ao combate ao terrorismo e ao narcotráfico. Se o tour do presidente dos EUA pela região não resultar em ajuda financeira mais substantiva, Chávez vai continuar ganhando de goleada em incremento de prestígio e influência. Afinal, enquanto Bush se limita a tapinhas nas costas e migalhas, o venezuelano oferece petróleo mais barato e instalação de refinarias.

Aula
Carlos Lessa vai ministrar a aula inaugural do Instituto de Economia da UFRJ nesta sexta. O tema será “Os Desafios ao Desenvolvimento Econômico do Brasil”. A aula é aberta ao público e a entrada é gratuita. Informações: www.ie.ufrj.br

Posse
João César Lima, sócio da PricewaterhouseCoopers, assume nesta sexta-feira a presidência da nova diretoria da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro. Na ocasião a Amcham-Rio promove o seminário “A Economia mundial e as perspectivas para o Brasil”, das 8h45 às 14h30, no Centro de Convenções da Bolsa de Valores do Rio (Praça XV de novembro, 20 / térreo – Centro – Rio de Janeiro-RJ).

Casa em dia
Até domingo, a Secretaria de Estado da Habitação de são Paulo realiza plantões de atendimento em Ribeirão Preto para agilizar a regularização da dívida de mutuários inadimplentes. Cerca de 25% dos 4 mil mutuários da CDHU estão em atraso. Antes dos plantões realizados no ano passado, a taxa de inadimplência no município era de 34%.

Oferta
Em busca de investimentos e parcerias, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Júlio Bueno, comanda uma comitiva formada por 40 pessoas à Europa, a partir de sábado. O objetivo é apresentar projetos públicos-privados (PPPs). Os principais projetos que serão apresentados são nas áreas de saneamento, meio-ambiente, habitação e turismo. O Governo estadual e prefeituras que participam da viagem acenam com incentivos fiscais e outros benefícios, como doação de terrenos, por exemplo.

Amor & arma
O jovem poeta Gustavo Paes, vencedor do concurso Grandes Nomes da Nova Literatura Brasileira, participará da roda literária da livraria Da Conde (Rua Conde Bernadote 26/ lj 125, Leblon, RJ), na próxima segunda-feira. Inspirado em Olavo Bilac, ele lançou o livro Mar e Versos – entre amor & arma.

Sem reconhecimento
Embora a categoria seja centenária e reúna cerca de 10 milhões de trabalhadores,  incluindo o setor informal, os comerciários brasileiros ainda não têm a profissão reconhecida. Após encontro com representantes dos sindicatos, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) prometeu apresentar projeto de lei reconhecendo e regulamentado a profissão do comerciário: “É inadmissível que uma categoria de trabalhadores tão antiga e que presta um serviço essencial à sociedade ainda não tenha sido reconhecida”, destacou Simon.

Brincalhão
Emblemática foi a justificativa do presidente Lula ao anunciar os ministros da Saúde e da Educação para seu segundo mandato: “Em dois ministérios você não pode brincar nem partidarizar: Saúde e Educação. Tem de colocar gente competente para desenvolver e tocar os projetos.” E nos outros cerca de 30 ministérios? Pode brincar e não precisa ter gente competente?

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCágado
Próximo artigoBC é intocável

Artigos Relacionados

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Semana passada, o Monitor noticiou que a proposta da Aneel de repactuação do risco hidrológico (GSF) deixaria a conta a ser paga pelo pequeno...

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Copom elevou taxa de juros em 1% para 6,25% ao ano

Aguardamos agora a ata que será divulgada na próxima terça-feira para maiores informações sobre a trajetória da taxa Selic.

Alemanha escolhe sucessor de Merkel no próximo domingo

Eleições deverão ser as mais concorridas dos últimos anos; pesquisas indicam vitória do SPD, social-democrata.

Reajuste salarial fica abaixo da inflação em agosto

Fipe: não houve aumento mediano real como resultado de negociações nos últimos 12 meses; desde setembro, índice tem oscilado de -1,4% a zero.

Clima positivo no exterior deve beneficiar índice Bovespa

Mercado internacional opera no positivo motivado por noticiário sobre Evergrande.

Evergrande, Fed e Copom

Bovespa encerrou o segundo dia de alta com +1,84% e índice em 112.282 pontos, mas na máxima chegou a atingir 113.321 pontos.