Dólar assusta

Uma redução de 69% na venda de pacotes para o exterior e um aumento de 17% na venda de pacotes para o Brasil. Estes são os principais reflexos da desvalorização do real captados por pesquisa feita com 100 agências no Rio de Janeiro. A pesquisa, coordenada pelos professores Bayard Boiteux e Mauricio Werner, mostra que quem está comprando pacotes hoje está dando preferência a Argentina, pelo preço competitivo. É mais barato hoje viajar para o país vizinho do que para o Nordeste, afirma Boiteux.
Já em relação a turistas do exterior, houve alguns cancelamentos por parte de operadores franceses, britânicos e norte-americanos. O esperado crescimento do mercado argentino, maior emissor para o Brasil, ainda não se confirmou (na primeira pesquisa, realizada no início de outubro, a expectativa era de um aumento de 12%).

Chororô
Em qualquer eleição de resultado apertado é natural que candidatos derrotados se apeguem a qualquer detalhe para justificar a própria derrota. No entanto, a tentativa do candidato do PV à Prefeitura do Rio, Fernando Gabeira, de atribuir sua derrota para Eduardo Paes (PMDB) ao fato de o feriado do funcionalismo estadual ter sido transferido para segunda-feira não dá conta de questões relevantes. Enquanto a abstenção entre o primeiro e o segundo turno tenha crescido em 107.014. votos, esse aumento não pode ser dissociado de um movimento mais geral de desencanto do eleitorado com as opções oferecidas. Esse número representou apenas 8,6% do total de 1.237.673 de pessoas que optou por não apoiar nem Gabeira nem Paes, apesar de toda militância da mídia. O não-voto resultou da soma de 92.154 votos em branco, 222.796 nulos e 927.250 que se abstiveram de ir às urnas domingo, correspondendo a 27% do eleitorado.
Percentual tão expressivo deveria instigar os políticos a procurar entender que, diante da inexistência de diferenças relevantes entre os dois candidatos, eleitores sintam-se mais estimulados a viajar ou a se recusar a votar do que optar por políticos siameses.

Litígio
A relação comercial entre franqueadores e franqueados nem sempre é tranquila. Os principais geradores de litígios são: incidência de ISS; aplicabilidade ou não do Código de Defesa do Consumidor; responsabilidade do franqueador pelo sucesso do franqueado; e cláusulas do contrato de franquia. “Muitos conflitos só são resolvidos na Justiça”, diz o advogado Sidnei Amendoeira Jr., sócio do escritório Novoa Prado e Amendoeira Advogados.

Prêmio
Incentivar e promover a produção e a divulgação de estudos teóricos e práticos sobre temas tributários é o objetivo do Prêmio Anefac-PricewaterhouseCoopers de Estudos Tributários, lançado pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade e pela empresa de consultoria. Podem participar estudantes a partir do quinto semestre de graduação e de pós-graduação em Ciências Contábeis, Economia, Administração e Direito. O prazo para inscrição dos trabalhos é dia 30 de novembro de 2008. O regulamento está disponível nos endereços: www.pwc.com/br e www.anefac.com.br

Primeiro emprego
A Universidade Federal Fluminense (UFF) realiza sua primeira Feira de Estágio e Oportunidades, nos dias 4, 5 e 6 de novembro. O evento acontecerá no Departamento de Engenharia, no campus da Praia Vermelha, em Niterói. Dezesseis grandes empresas oferecerão mais de 1,5 mil oportunidades de estágio e emprego. Dentre elas, Oi, Iesa, Ampla e Lojas Americanas. Quem sair empregado ou não poderá tirar sua primeira carteira de trabalho no microônibus da Secretaria de Trabalho do Governo do Estado, no local. A entrada é franca. Mais informações em www.feiradauff.com.br

Acelera
A Álamo Engenharia, responsável pelos serviços de manutenção de mais de 100 empresas, inicia atendimento a montadoras pela francesa Peugeot Citroën. O contrato, de dois anos, tem valor de R$ 1,4 milhão e demandou a contratação de 25 trabalhadores.

Balança
A afirmativa do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que “não tem banco quebrando no Brasil” é rebarbada por um veterano integrante do mercado financeiro: “Vamos falar sério: pelo menos um bancão brasileiro bateu na trave.”

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMico preto
Próximo artigoÁgua

Artigos Relacionados

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Apagão já foi tragédia, volta como farsa

Modelo de mercantilização da energia é o culpado.

Volume de reservatórios pode cair a 6% em novembro

Quadro crítico poderá ser alcançado em 2 meses, mesmo com tarifaço.

Últimas Notícias

Reforma do IR trará impacto negativo para o caixa das empresas

O projeto de reforma tributária do Imposto de Renda aprovado na Câmara no início de setembro merece atenção especial do setor produtivo. O alerta...

A paz é o caminho

Por Paulo Alonso.

Setor farmacêutico ganha aliado para agilizar contratações

Farmácias e drogarias passaram a integrar o aplicativo Closeer, responsável por conectar empresas e trabalhadores autônomos. Oportunidades de trabalho no segmento devem crescer até...

Taxa de desemprego entre os mais pobres é de 36%

Queda em renda indica aumento na desigualdade durante a pandemia; jovens já são 42% dos empregos temporários no primeiro semestre.