Duopólio

Com a compra da WebJet pela Gol pendente de decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a advertência sobre os efeitos para o consumidor foi feita por uma aeromoça da primeira aérea em conversa com a coluna: “A principal mudança deve acontecer para os passageiros. Afinal, a Gol e a TAM só fazem promoção, hoje em dia, por causa da Webjet e da Azul.”

Samba do “NYT” doido
Se o correspondente do The New York Times Larry Rother ficou marcado por sua polêmica com o então presidente Lula em torno do alcoolismo, agora o jornal se perde novamente ao tentar analisar a relação entre violência e tráfico de drogas no Nordeste brasileiro. A partir de pesquisa feita pelo cientista político José Maria Nóbrega, professor da Universidade Federal de Campina Grande (PB), que mostra que nos últimos dez anos o índice de assassinatos no Nordeste dobrou, enquanto o número de homicídios caiu 47% no Sudeste, o NYT chega á conclusão de que o aumento “mostra como o boom econômico brasileiro está levando a violência relacionada às drogas – a principal causa para o flagelo dos homicídios – a migrar para outras partes do país conforme os traficantes buscam novos mercados”.
A reportagem ainda observa que o Nordeste é “uma região pobre que mais se beneficiou dos programas de transferência de renda que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva promoveu durante seus oito anos no cargo”. Algo como se o Bolsa Família fosse desviado para o “bolsa pó” e levasse o tráfico atrás de uma “nova classe média drogada”.
A correlação feita pelo jornalão norte-americano é tão gratuita quanto equivocada. Crescimento econômico, mostram as estatísticas, é acompanhado pela redução da criminalidade. Especialmente se há distribuição da riqueza, caso dos programas de transferência de renda.
Sem querer ser precipitada como o jornal norte-americano, esta coluna sugere que estará mais próximo da realidade quem observar a relação entre o aumento da violência no Nordeste e a busca, pelos traficantes, de novas rotas de envio de drogas para Europa e Estados Unidos.

Butim
Detentora das maiores reservas petrolíferas da África e com a produção de petróleo e gás natural representando cerca de 95% da economia do país, a Líbia vai ter seu futuro definido em …Paris. Na conferência convocado pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, estará na pauta o futuro dos contratos das cerca de 40 empresas petrolíferas que operam na nação africana. Apesar dos lucros permitidos por mercado tão atraente, segundo documentos do governo estadunidense vazados, semana passada, pelo Wikileaks, as mulits que atuavam no país se queixavam de problemas de vistos, do valor dos impostos e da dificuldade em contratar mão-de-obra. As reclamações constam de despacho enviado pela embaixada dos Estados Unidos em Trípoli em 27 de novembro de 2007 para o Departamento de Comércio e para outras representações diplomáticas estadunidenses.

Intimidação
A Associação Nacional de Jornais (ANJ) condenou o suposto atentado sofrido na madrugada da segunda-feira pelo jornal Gazeta Maringá e pela RPCTV. O prédio onde funcionam os dois órgãos de comunicação foi alvo de 15 tiros disparados por dois homens em uma motocicleta. A ANJ vê na ação um “ato intimidatório que objetiva cercear a liberdade de expressão dos veículos”.

Bate e volta
A deputada estadual fluminense Clarissa Garotinho (PR) apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição Estadual defendendo que o deputado que estiver em qualquer cargo comissionado e for exonerado para retornar ao Legislativo deverá cumprir um prazo de 90 dias no Legislativo. A proposta foi motivada depois da estratégia utilizada pelo governador Sérgio Cabral, que exonerou secretários, com mandatos de deputados estaduais, para que eles pudessem votar a favor do projeto enviado pelo Executivo para Alerj defendendo as organizações sociais na gestão da Saúde.

Fauna
Se acertaram no alvo da cobrança, ao organizarem uma sardinhada na sede do Banco Central (BC), para protestar contra os astronômicos juros do país, as centrais sindicais erraram no cardápio. Em se tratando de BC, faz mais sentido trocar a sardinha do cardápio pelo tubarão.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLições
Próximo artigoReceita…

Artigos Relacionados

Suíça é ponte para exportações à Rússia

Vendas do País que lava mais branco aos russos cresceram mais de 80% desde fevereiro.

Homens pintam melhor que mulheres?

Não, mas recebem 10 vezes mais por obra.

Rio tem opções de áreas para termelétricas

Estado tem as melhores características na Região Sudeste, diz Wagner Victer.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.