Economia parada

O senador Amir Lando (PMDB-RO) criticou o salário de R$ 151 e disse que é insuficiente para quem ganha e, muitas vezes, alto para quem paga. “As pequenas empresas, os estados e os municípios estão quebrados, exatamente pela estagnação da economia e pelo descaso governamental. São eles que empregam o maior percentual da mão-de-obra”, afirmou. Para o senador, o aumento da produção nacional e a distribuição de renda são essenciais à melhoria do salário e devem ter prioridade política. Lando defende aumentar o mínimo para acima de R$ 300.
O senador do PMDB atacou a política econômica de FH: “Vamos nos afundar ainda mais, e pagaremos caro para recuperar a qualidade de vida do povo brasileiro; antes, tínhamos as estatais que rendiam lucros, hoje, temos a brutalidade do Conselho de Credores, do FMI, e isso é ruim para o trabalhador. Dizer que um salário mínimo maior quebra a Previdência é uma balela”, disse o senador. “Quem quebra a Previdência é o desemprego e o emprego informal, frutos de uma economia em crise. O número de contribuintes estabilizou-se nesta década, enquanto o de beneficiários da Previdência acresceu em 10 milhões”.

Fila
Os serviços de telefonia andam da mal a pior. Audiência pública realizada pela Anatel em Recife lotou um amplo auditório e mais de 80 pessoas se inscreveram para reclamar das péssimas condições do sistema telefônico. A Anatel promete fazer outras audiências no gênero pelo país e finalizar com uma grande reunião no Rio. Mas sem pressa – o processo só deve terminar no ano que vem. Quem sabe até lá a Telemar consegue melhorar um pouquinho o (des)serviço que presta aos cariocas.

Controle
Projeto de Lei aprovado quinta-feira pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados proíbe a importação de rejeitos radioativos pelo país. A proposta, que disciplina a questão dos rejeitos radioativos e que irá a plenário, determina que anualmente a Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) envie ao Congresso relatório sobre a situação dos depósitos radioativos.

Telepirataria
A decisão da Anatel de transferir para os provedores as informações sobre os preços da tarifas, sob a alegação de evitar congestionamento no acesso a seu site, é preocupante. Em sua maioria formados por empresas privadas, os provedores passarão a deter o monopólio de dados que interessam a milhões de brasileiros. E, claro, nada impede que cobrem ou venham a cobrar de seus usuários por serviço de caráter público e gratuito.

Pirâmide
Na mesma semana em que o índice Nasdaq, que congrega empresas com negócios na Internet, desabou 10% nos Estados Unidos, na Inglaterra, a rainha Elizabeth II lançou sua própria empresa virtual. A incursão de Sua Majestade à Internet reforça tendência que vem acompanhando a expansão dos negócios britânicos na rede: a de os sites vinculados a famílias tradicionais verem sua avaliação ir à estratosfera. Ou em linguagem mais plebéia, é a repetição da velha máxima de que dinheiro atrai mais dinheiro.

Teledivã
Profissionais da área de psicanálise têm sido surpreendidos por telefonemas de Paulo Henrique Cardoso. Em pelo menos um caso, um profissional pensou estar sendo vítima de um trote. Esclarecida a dúvida, o filho do homem esclareceu estar interessado em avaliações sobre o ânimo das massas.

Pinóquio
Com um buraco de R$ 29,979 bilhões em suas contas ano passado, por conta de sua generosidade com freqüentadores dos cassinos de futuros e de empréstimos concedidos à banca com critérios pouco ortodoxos, o Banco Central fechou 99 com provisão de apenas R$ 9,740 bilhões. Ou seja, o BC quer nos fazer acreditar que pretende receber R$ 20,239 bilhões de seus devedores. Por ironia (?), a informação veio a público na véspera do 1º de abril.

Artigo anteriorEsqueceu
Próximo artigoPró-barulho
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Preços ao consumidor de março avançaram mais que esperado

Veículos novos registraram o segundo mês consecutivo sem variação, enquanto os usados apresentaram variação positiva.

Castello Branco diz adeus à Petrobras

Assembleia de acionistas da estatal aprovou a destituição.

Alerj pede ao STF suspensão do pagamento de dívida na pandemia

Alerj estima que desde março de 2020, quando se iniciou a pandemia, o Estado do Rio já quitou R$ 1 bilhão em juros da dívida com a União.

Governo Bolsonaro tumultua e população vive drama para receber auxílio

Consórcio do Nordeste, formado por todos os governadores da região, defende que governo descentralize pagamento do benefício.

Indústria do cimento cresce 19% no 1º tri

Mau desempenho no primeiro trimestre de 2020, em razão das fortes chuvas e do início da pandemia, frente ao mesmo período de 2021, refletiram na alta do setor.