34.6 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 17, 2021

Educação x supermercados

Os acontecimentos mais recentes que expuseram as estranhas do ensino superior privado no país reafirmam a necessidade de o Ministério da Educação (MEC) reexaminar os critérios para concessão de bolsas para os participantes do ProUni. Implantado sob o argumento de subsidiar o acesso à universidade a integrantes dos setores menos favorecidos economicamente, o programa não pode usar a retórica da justiça social para funcionar como uma espécie de Proer para instituições com capacidade ociosa, devido a suas salgadas mensalidades.

Vale tudo
Para garantir, com dinheiro público, o pagamento pelo acesso dos mais pobres a universidades de conteúdo duvidoso, o ProUni tem nota de corte de apenas 4,5. Apesar da exigência extremamente modesta, os bolsistas do programa têm apresentado desempenho superior à média dos demais. Isso, no entanto, longe de avalizar a manutenção do credenciamento de universidade$ com formato de supermercado do ensino, expõe a ausência de qualquer filtro no recrutamento de sua clientela, exceto sua capacidade monetária.

Ninho líquido
A Nestlé pretende conquistar 5% do mercado de leite longa vida no Brasil, estimado em 5 bilhões de litros por ano, segundo dados da LatinPanel. Para atingir essa meta, o Rio de Janeiro é o próximo mercado em que a companhia suíça lançará seus leites líquidos Ninho Fortificado e Molico A&D. A empresa estreou nesta categoria em São Paulo em março deste ano, e conseguiu superar as expectativas de vendas em 30%. A Nestlé investiu em duas novas unidades (Carazinho/RS e Araraquara/SP) para aumentar a produção.

Descentralização
A Assembléia do Rio de Janeiro (Alerj) sediará a primeira reunião da Frente Parlamentar de Apoio a Mineração, às 10h desta terça-feira. A reunião tem o apoio do Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro (DRM-RJ), que defende a descentralização da gestão dos recursos minerais (hoje tudo é resolvido em Brasília). O principal tema será o novo marco regulatório da mineração proposto pelo Governo Federal. Hoje o Brasil tem cerca de 7 mil minas e 11 mil locais com licença para extração de materiais para construção civil.

Risco masculino
O câncer de próstata é a segunda causa de óbitos por câncer em homens, sendo superado apenas pelo de pulmão. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o número de casos novos de câncer de próstata para o Brasil, no ano de 2008, foi de 49.530. Isso corresponde a um risco estimado de 52 casos novos a cada 100 mil homens. Esta terça-feira é o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata.

Verso
No próximo dia 26, às 19h, acontecerá o lançamento no Rio do livro Poemas do Verso -Encontros, de Sisenando Pereira do Vale. Será na Livraria Saraiva RioSul Shopping Center.

Memória
O Projeto Memórias & História Crea-RJ recebe nesta terça-feira, 17, às 18h, os ex-presidentes do Conselho Mauro Viegas e Arciley Alves Pinheiro. O objetivo é a difusão e preservação da memória da instituição. O projeto faz parte das comemorações dos 75 anos do Crea-RJ. O Centro de Cultura e Memória fica na Rua Buenos Aires, 40, 2 andar – Centro, RJ.

Tapetão alagoano
Militantes do PSOL de Alagoas denunciam que forças políticas locais articulam-se para tentar cassar o mandato e os direitos políticos da vereadora Heloísa Helena. Ex-candidata do partido à presidência da República, em 2006, ela foi a vereadora mais votada de Maceió, com 29.516 votos. O PSOL afirma que, aproveitando-se de um bate-boca entre sua integrante e outra vereadora, alguns partidos buscam uma “maneira legal” de tirar Heloísa da eleição de 2010 para o Senado, na qual, segundo as pesquisas de  intenção de voto, tem despontado como favorita.

Artigo anteriorSOS ONS
Próximo artigoRotatividade?
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.