Efeito & causa

Cena típica da pantomina encenada aos da terra pelo tucanato. O IBGE constata que os preços das tarifas de energia – que gozam do inexplicável privilégio da indexação à inflação – responderam por 0,27 ponto percentual da alta de 1,49% do IPCA, no primeiro trimestre. Como o índice ficou 0,07 ponto percentual acima do  índice de 1,42% imposto pelo FMI, o governo, rápido no gatilho, age em duas frentes.
Ato 1, faz aprovar na Câmara dos Deputados novo aumento das tarifas de energia, que variam de 2,9% a 7,9%, para consumidores residenciais e industriais, respectivamente. Ato 2, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), nos próximos dias 16 e 17, mantém a taxa básica de juros (Selic) engessada em astronômicos 18,5% ao ano.

Tapetão
Garotinho e Ciro Gomes que ponham a barba de molho. Depois de transformar em pó a candidatura de Roseana Sarney, a segunda parte da “Operação Serra” deve mirar nos candidatos de PSB e PPS, muito provavelmente, nessa ordem. O jogo pesado exibido ainda no engatinhar da campanha deveria alertar também Luiz Inácio Lula da Silva de que posar de oposição bem-comportada terá pouca valia num virtual segundo turno contra o tucano. Se contra aliado tão fiel, o uso da máquina é tão sem limites, imagine o que não aconteceria contra um candidato do PT aos 45 minutos do segundo tempo. Fica faltando apenas combinar com o eleitor.

Dallas
O petróleo está levando cada vez mais empresas estrangeiras a se instalarem em Macaé (RJ). A próxima a abrir um escritório na cidade do Norte fluminense é a Rolls Royce – não a fabricante de automóveis, mas o conglomerado inglês com forte atuação no setor de energia. De olho no aumento do número de executivos que circula por lá, empreendedores vão construir um hotel, grande carência da cidade, que obriga muitos empresários a irem e voltarem do município no mesmo dia. O estabelecimento terá todas as facilidades para negócios, incluindo salas de reuniões.

Municipal
O secretário estadual de Cultura do Rio de Janeiro, ator Antônio Grassi, sugeriu ontem à governadora Benedita da Silva que busque parcerias com o governo federal para restaurar a parte externa do Teatro Municipal, do qual também é presidente. Grassi disse que pretende incrementar as sessões  populares e gratuitas e reavaliar o orçamento de sua secretaria. O Theatro Municipal, segundo ele, consume 46% do orçamento da Cultura do Rio. “Essa é uma é uma questão que tem de ser avaliada porque uma única casa recebe a metade do dinheiro da Cultura. Não que o investimento no Municipal esteja errado, mas está desproporcional. O ideal será conservar o investimento no Municipal, mas tentar resgatar outras atividades.”

Prêmio Brasil
O livro Independência do Banco Central, âncoras nominais, e coordenação de políticas: uma análise de diversos mecanismos de estabilização, de autoria de Helder Ferreira de Mendonça, receberá prêmio especial, na categoria Livro/Tese de Doutorado, no IX Prêmio Brasil de Economia, promovido pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon). Mendonça é professor de Economia da Universidade Federal Fluminense. O evento é hoje, no Hotel Nacional, em Brasília.

Intimidades do poder
Quem disse que evangélico não pode ter orgulho do próprio corpo em público?  O sítio oficial do governo do Estado do Rio de Janeiro exibe ousada, para, como diria Sarney, a liturgia do cargo, foto da governadora Benedita da Silva, mostrando pequena parte do soutien de Sua Excelência saltando para fora do vestido.

No bolso
Após anos de discussão, o Programa de Inspeção Veicular, previsto no Código de Trânsito Brasileiro, deve sair do papel. A notícia – que para o motorista-contribuinte significará mais uma “garfada” – foi dada pelo diretor geral do Denatran, Jorge Guilherme Francisconi, durante a realização do seminário Inspeção Veicular – Infra-Estrutura Necessária, organizado pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA).
O diretor do Denatran adiantou que caberá aos estados aplicar o programa, tanto de emissões, como de segurança, e o prazo para a implantação total é 2004. Alguns detalhes ainda não foram definidos como, por exemplo, o custo e a isenção da inspeção para automóveis zero quilômetro nos três primeiros anos. “A periodicidade da inspeção já foi definida e estará vinculada ao licenciamento anual dos veículos”, adianta Francisconi.

Útil?
A secretária municipal do Meio Ambiente de São Paulo, Stela Goldenstein, anunciou que a cidade terá inspeção veicular de emissões implantada em 2003. Naquele ano, apenas os veículos produzidos a partir de 1992 – cerca de 2,7 milhões de automóveis – serão inspecionados. No ano seguinte, o programa deve atingir a frota total da cidade – 5,5 milhões de automóveis. Veículos de passeio serão vistoriados anualmente, já os veículos de transporte de carga, coletivos e de locação poderão ser inspecionados duas vezes por ano.
No Estado do Rio, apesar de obrigados a pagar taxa de vistoria – que inclui emissão de gases – os motoristas, mesmo reprovados, podem continuar circulando com seus veículos.

Artigo anteriorNota zero
Próximo artigoAos tribunais
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

Mortes dos essenciais

Aumentam em mais de 50% óbitos de caixas, frentistas e educadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.

Equador: Não haverá contagem rápida no domingo de eleições

Arauz, candidato do ex-presidente Rafael Correa lidera as pesquisas com 37% das intenções de voto contra 30% do candidato do Aliança Creo, o banqueiro Guillermo Lasso.

Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação

Segundo FGV, fato reflete avanço das campanhas de vacinação contra a Covid.

Brasil movimentou R$ 2 tri em transações com cartões em 2020

Transações digitais foram impulsionadas por modernização do mercado e pandemia.

IPCA de março variou abaixo da expectativa do mercado

Nossa projeção para o ano que vem permanece de 6,5%, podendo ser antecipada para este ano.