Electrolux fecha fábrica na Alemanha até 2007

A fabricante de eletrodomésticos da Suécia, Electrolux, anunciou o fechamento de sua fábrica em Nuremberg, na Alemanha, previsto para ocorrer até o final de 2007. Com o fim das operações da unidade alemã, 1.750 empregados serão demitidos naquele país. A empresa divulgou que a decisão foi tomada após seis meses de estudo com relação aos custos trabalhistas e os ganhos na fábrica da Alemanha.
A previsão é de que as operações realizadas naquela fábrica sejam transferidas para a Polônia e a Itália, onde serão produzidos especialmente máquinas de lavar e secadoras de roupa.
Há ainda a possibilidade de fechar a fábrica na cidade de Torsvik, na Suécia, onde trabalham atualmente 190 empregados. O chefe da unidade de produção de aparelhos para a Europa, Ásia e Pacífico, Johan Bygge, afirmou que essa foi “uma das decisões mais difíceis que já tomei em meu tempo na Electrolux. Tenho consciência de que essa decisão irá afetar, de modo muito negativo, muitas pessoas, suas famílias e parentes”, afirma.
Segundo o executivo não foi encontrado outro modo para reduzir o alto custo da fábrica de Nuremberg. A empresa informou ainda que os gastos com o fechamento da fábrica serão da ordem de US$ 290,9 milhões, a ser computado como encargos no quarto trimestre deste ano.

Artigo anteriorFalou!
Próximo artigoReescrever o passado
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Batendo palma para maluco dançar

CPI precisa ser ágil para não deixar governistas propagarem mentiras impunemente.

Cristiano Ronaldo, Coca-Cola e Nelson Rodrigues

Atitude do craque português realmente derrubou ações da companhia de bebidas?

Empresa pode dar justa causa a quem não se vacinar?

Advogado afirma que companhias são responsáveis pela saúde no ambiente de trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Pacientes com Covid têm dificuldades a benefício por incapacidade

Nesta terça, Bolsonaro vetou PL aprovado pelo Congresso que dispensa carência do INSS para novas doenças.

Sauditas vêm visitar regiões cafeeiras do Brasil

Brasileiros convidaram os compradores árabes para visitar as lavouras locais no próximo ano.

Senado aprova MP que aumenta a tributação sobre lucro dos bancos

Como houve mudança no texto, medida volta à apreciação da Câmara.

Abertura de empresas cresceu 17,9% em março

Segundo Serasa, comércio alavancou alta do índice; MEIs registram aumento e representam a maior parte das empresas criadas.

Receita libera consulta a segundo lote de restituição do IR

Lote será o maior da história em valor e em número de contribuintes.