Eletricidade fez grupo habitação puxar IPC-S para cima

Indicador sobe 1,27% na terceira quadrissemana de setembro.

O IPC-S da terceira quadrissemana de setembro de 2021 subiu 1,27% e acumula alta de 9,42% nos últimos 12 meses. Nesta apuração, seis das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo habitação (1,77% para 2,15%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 4,48% para 6,27%.

Também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: educação, leitura e recreação (1,71% para 2,25%), transportes (1,17% para 1,32%), vestuário (0,34% para 0,39%), alimentação (1,09% para 1,13%) e despesas diversas (0,27% para 0,29%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: passagem aérea (13,23% para 17,61%), gasolina (2,33% para 2,75%), calçados infantis (-0,31% para 0,00%), frutas (2,95% para 4,26%) e alimentos para animais domésticos (0,61% para 1,53%).

Em contrapartida, os grupos saúde e cuidados pessoais (0,40% para 0,31%) e comunicação (0,22% para 0,21%) apresentaram recuo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, vale citar os itens: artigos de higiene e cuidado pessoal (0,76% para 0,52%) e serviços de streaming (0,75% para 0,20%).

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 30 de setembro, será divulgada no dia 1º de outubro.

Leia também:

Mercado já espera inflação superior a 8%

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Ciência: entidades pedem liberação de recursos

Organizações questionam redirecionamento para outras áreas de R$ 515 milhões, que eram do CNPq.

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...