Em polvorosa

A falta de argumentos do jornalismo “chapa branca” para negar que o país está em recessão já beira a desonestidade intelectual. A última moda dos tucanos das colunas de Economia é  atribuir a um suposto efeito estatístico a queda de 0,73% do PIB no primeiro trimestre deste ano. A alegação é que, como o crescimento no mesmo período de 2001 fora de 5%, a queda de agora seria fruto da base de comparação. Esse argumento, porém, não vale quando  optam pela comparação com o último trimestre de 2001, quando o crescimento foi zero, e podem,  então, “produzir” um crescimento de 1,34%.  Francamente.

Há chances
As obras de conversão da P-50 poderão ser feitas em um estaleiro fluminense, apesar do Grupo Jurong, de Cingapura, ter vencido o Grupo Fels Setal (igualmente de Cingapura, mas que faria a obra em Angra dos Reis) na licitação por uma pequena diferença, de cerca de 5%. O secretário estadual de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Rio de Janeiro, Luiz Clóvis Martins Limaverde, disse ao MONITOR MERCANTIL, após conversar com o diretor de Engenharia da Petrobras, Ivanir Varella, que a estatal irá chamar os dois grupos de Cingapura para um acerto final de preço.
Esta decisão, segundo ele, abre espaço para que o Grupo Fels Setal ajuste seu preço ao do concorrente e faça as obras de conversão, orçadas em cerca de US$ 300 milhões, em Angra dos Reis, gerando cerca de 2 mil empregos diretos, além de outros recursos oriundos da compra de equipamentos e materiais. A iniciativa de Limaverde conta com apoio da Agência Nacional de Petróleo (ANP), que também está empenhada em manter as obras de conversão no Brasil.

Nomenclatura
Os números do IBGE confirmando que o país está em recessão fornecem também argumentação pedagógica para quem ainda acredita em duendes ou em Banco Central independente. Com todos os indicadores urrando que são os juros elevados e os salários em queda são as principais causas, internas, que travam a retomada do crescimento, o país permanece refém da boa vontade do Comitê de Política Monetária (Copom), composto por sete integrantes, nenhum deles submetidos ao crivo do voto popular, em baixar ou os juros em sua próxima reunião.

Referência
O sítio curriculum.com.br colocou na rede banco de dados com informações sobre 468.096 profissionais de áreas variadas. Com base nesse universo, são informados a remuneração média e valores máximos e mínimos mensais das profissionais. O objetivo do sítio é servir de referência, tanto para empresas, quanto para trabalhadores. Neste o último caso, com a ressalva de o interessado estar numa classe em extinção: brasileiro empregado.

Artigo anteriorMenos agricultura
Próximo artigoGol
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.