Embraer vende jato 190 para empresa finlandesa

A fabricante brasileira de aviões Embraer exerceu quatro opções de venda dos jatos Embraer 170 à finlandesa Finnair, convertendo-as em encomendas firmes de aviões Embraer 190. As encomendas vêm se somar a outros 12 aviões do modelo Embraer 179, encomendados desde junho do ano passado.
A previsão é de que as entregas ocorram em 2007. Do pedido anterior, duas aeronaves 170 serão substituídas por jatos Embraer 190 até o final de 2006. Com isso, a finlandesa passará a ter, em breve, em sua frota de jatos executivos, 10 aviões Embraer 170 e seis Embraer 190. A empresa tem ainda quatro opções de Embraer 170, que poderão ser convertidas em pedidos firmes de outros E-Jets.
O chefe de operações da Finnair, Henrik Arle, afirmou que o modelo Embraer 170 encaixou-se de maneira muito satisfatória em suas operações, ao mesmo tempo em que teve grande aceitação entre os passageiros.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Chile, Paraguai, Colômbia… e o Brasil?

Crises políticas e sociais nos países vizinhos acendem alerta.

Na pandemia, BNDES vendeu ações que agora valem o dobro

Em nove meses, banco perdeu R$ 8 bi só em 1 operação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Conteúdo online voltado para o ensino e para ganhar dinheiro

Cada vez é mais possível aproveitar o conteúdo online para avanços desde a fluência do inglês das crianças a até aprender a operar como trader na bolsa.

Queda de faturamento atinge 82% dos MEI

Em Minas, 60% dos microempreendedores individuais formalizados na pandemia abriram o negócio por oportunidade.

Inflação oficial fica em 0,31% em abril

Grupo com alta relevante no mês foi alimentação e bebidas (0,40%), devido ao comportamento de alguns itens.

Manhã de hoje é negativa em quase todo o mundo

Em Nova Iorque, Dow Jones e S&P futuros cediam 0,10% e 1,04%, respectivamente.

Projeção da Selic é de 5% no final deste ano

Para o ano que vem, analista projeta 6,5%, dado o alerta do Copom sobre o ritmo de normalização após reunião de junho.