Embrapa poderá abrir unidade no Marrocos

Presidente da empresa discutiu o assunto em viagem ao país, onde participou de missão do Ministério da Agricultura.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) poderá abrir uma unidade no Marrocos. O assunto fez parte das conversas do presidente da Embrapa, Celso Moretti, em sua visita ao país na última semana, acompanhando uma missão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O presidente da Embrapa deve voltar ao Marrocos no próximo mês, em junho, para seguir as tratativas.

De acordo com informações do presidente de Moretti à reportagem da ANBA, a Embrapa já tem uma parceria com a Universidade Politécnica Mohamed VI, do Marrocos. A instituição atua com pesquisa aplicada e inovação, e coopera com a Embrapa na área de bionsumos. Os insumos biológicos são produtos ou processos agroindustriais desenvolvidos a partir de enzimas, extratos, microrganismo e outros, destinados ao controle biológico de pragas e crescimento de plantas.

Com a abertura da unidade da Embrapa no Marrocos, a cooperação seria ampliada para outros campos. De acordo com Moretti, o objetivo é o desenvolvimento conjunto de tecnologia. A ideia é que o Brasil ajude o Marrocos na área de segurança alimentar e que o Marrocos auxilie o Brasil no estudo do solo relacionado ao fósforo. A Universidade Politécnica Mohamed VI trabalha nessa área com a indústria marroquina de fosfatos OCP, visitada pela missão brasileira na última semana.

A Embrapa possui atualmente duas unidades no exterior, uma nos EUA e a outra na França, e está em negociação para abrir uma base nos Emirados Árabes Unidos. Ela é uma empresa pública brasileira ligada ao Ministério da Agricultura, com papel essencial no desenvolvimento da agricultura brasileira, gerando ganhos de produção e produtividade ao longo dos anos.

A missão do qual o presidente da Embrapa participou passou por Egito e Jordânia, além do Marrocos, e teve como foco encontrar alternativas para o fornecimento de fertilizantes ao Brasil. Celso Moretti assinou pela Embrapa um memorando de entendimento no Egito, com o Agricultural Research Center (ARC), para cooperação em melhoramento genético, sanidade animal e vegetal, mudanças climáticas, irrigação e manejo de água, e intercâmbio de pesquisadores.

 

Agência de Notícias Brasil-Árabe

Leia também:

Brasil pede taxa menor para vender frango ao Marrocos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

Últimas Notícias

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

FGTS vira moeda do governo para movimentar a economia

Atualização monetária das contas do Fundo não acontece e trabalhador continua no prejuízo.

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

Bebidas Online busca captar R$ 2 milhões com pessoas físicas

Com crescimento projetado de 19% para 2022, startup de delivery de bebidas usará recursos nas áreas de marketing, desenvolvimento de produtos e expansão do time