Emirados aumentam em 50% compras de frango do Brasil

País foi o segundo maior destino das carnes de aves exportadas pelos brasileiros em agosto; já compras da Líbia mais que dobraram.

Os Emirados Árabes Unidos aumentaram em 50,5% as importações de carne de frango do Brasil em agosto, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O país árabe foi o segundo maior comprador do produto brasileiro no período.

A ABPA também destacou, em material sobre as exportações do mês, as compras de outro país árabe, a Líbia. Os líbios importaram 8,9 mil toneladas de carne de frango do Brasil em agosto, o que significou um crescimento de 161,5% sobre igual período de 2020. O aumento das vendas para esses países árabes ficou acima da média.

Como um todo, as exportações brasileiras de carne de frango subiram 4,8% em agosto, com 379,9 mil toneladas. Os dados incluem carne in natura e processados. O crescimento em receita foi ainda maior, de 36,1%, para US$ 677,3 milhões. A China foi o principal destino das exportações, com 57,4 mil toneladas, seguida por Emirados Árabes Unidos e depois pelo Japão, com 35,2 mil toneladas.

“Os preços aquecidos para as exportações de carne de frango são consequências diretas da alta internacional dos custos de produção. Mesmo com este quadro, grandes mercados importadores de alto valor agregado aumentaram o apetite pelos produtos brasileiros, resultando em um mês marcadamente positivo, reforçando a expectativa de alta histórica nas exportações totais de 2021”, disse o presidente da ABPA, Ricardo Santin, em nota da entidade.

 

Agência de Notícias Brasil-Árabe

Leia também:

Em 1 década, Brasil se tornou dependente de exportação de commodities

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

UE tenta expandir oportunidades no oeste da China

Nos primeiros oito meses de 2021, o volume comercial entre a China e a União Europeia (UE) aumentou 32,4% ano a ano. O volume...

Lira e Pacheco querem limitar calote de precatório a ‘só’ R$ 49 bi

Mais da metade dos pagamentos ficaria para negociações não determinadas.

Desde 2015 houve queda de 1.383 óbitos no trânsito paulista

Reduções de mortes mais expressivas registradas durante esse período aconteceram entre pedestres e ocupantes de automóveis.

Últimas Notícias

Queiroga ficará em quarentena em NY

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não volta por enquanto ao Brasil. O motivo não foi o gesto obsceno que fez com o dedo,...

Startup de inteligência artificial terá acesso ao hub de dados da B3

A 4KST, fintech de inteligência artificial, com foco em eficiência financeira, e a B3 anunciaram nesta terça-feira um acordo com foco em compartilhamento e...

BNDES: R$ 166 milhões para linhas de transmissão da Energisa Tocantins

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 166 milhões para a Energisa Tocantins Transmissora de Energia (Grupo Energisa),...

UE tenta expandir oportunidades no oeste da China

Nos primeiros oito meses de 2021, o volume comercial entre a China e a União Europeia (UE) aumentou 32,4% ano a ano. O volume...

Deputados querem venda direta de etanol aos postos

Em audiência pública da Comissão de Minas e Energia, realizada nesta terça-feira, deputados defenderam a aprovação da Medida Provisória 1063/21, que autoriza produtores e...