30.4 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, janeiro 21, 2021

Emprego dá sinais de vida; inflação manda lembranças

O ano termina com boas notícias na área do emprego e ruins na inflação. Ainda que o Brasil feche novembro de 2019 com 11,9 milhões de desempregados e 26,6 milhões subutilizados, houve avanço importante na massa de rendimento real habitual (alta de 3% sobre 2018), o que dá alento de dias melhores. A dúvida que fica é até que ponto este movimento é sustentável ou apenas reflexo da liberação do saque no FGTS, recurso heterodoxo utilizado duas vezes pelo presidente Michel Temer e que apenas deu fôlego passageiro à economia.

Do lado negativo, a menina dos olhos das equipes econômicas fundamentalistas, a inflação, deu um salto triplo no final do ano. Pelo IGP-M, alta de 2,09% em dezembro, fechando o ano em 7,30%, próximo aos 7,54% de 2018. Além da “marvada” carne, outros itens ajudaram a puxar os preços, como ferro e café. Preocupante é que, dos três índices que compõem o IGP-M (atacado, consumidor e construção), a maior variação foi justamente do primeiro (alta de 2,84%), o que pode indicar que os aumentos ainda vão chegar ao consumidor.

Até que ponto é um efeito passageiro, localizado em poucos itens, ou uma recomposição de margens de lucro a partir da melhora das vendas, também é algo a ser conferido. De concreto, se continuar a falta de chuvas, as tarifas elétricas, que deram trégua este ano, vão subir. Da mesma forma, os reajustes de combustíveis pressionam os preços em geral.

Feliz 2020.

 

Triplicou

Em 2020, ano em que comemora 30 anos de existência, a Med-Rio Check-up vai promover uma campanha em prol da saúde da mulher. O diretor médico da clínica, Gilberto Ururahy, observa que, se por um lado elas alcançaram importantes conquistas na sociedade nessas três décadas, por outro passaram a enfrentar o desafio de equilibrar as diversas tarefas com os cuidados da própria saúde. Como alerta, ele cita o fato de que, em 1990, a cada nove infartos, um era de mulher. Hoje, para cada três infartos, um é em mulher.

 

Bate e volta

Sete em cada dez turistas estrangeiros que visitam o Rio na alta estação permanecem pouco tempo na cidade, de um e quatro dias. De acordo com pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisas e Estudos do Turismo do RJ, Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ e Escola Técnica de Turismo Cieth de 1º a 26 de dezembro, com 1.080 visitantes, apenas 24% ficam na Cidade Maravilhosa por um período médio (cinco a oito dias); 6% permanecem mais de oito dias.

A maior parte dos turistas vem da Europa (35%), depois da América do Norte (27%), do Sul (22%), Ásia (11%) e Oceania (5%). Segurança deixou de ser um dos principais pontos negativos do Rio. Os visitantes destacam população de rua (36%), ambulantes (27%) e preços (18%).

No lado positivo aparecem prestação de serviços (34%), segurança em áreas turísticas (25%) e hospitalidade da população (20%). Voltariam ao Rio 86% dos estrangeiros. A pesquisa, feita em bairros turísticos da Zona Sul, tem margem de erro de 3%.

 

Fogos de artifício

O jornalismo engajado, como mencionado na última coluna, se expande. Um jornal televisivo da Globo anunciou na véspera de Natal, eufórico, que os números das reservas de quartos nos hotéis no Rio de Janeiro na virada do ano estavam muito melhores do que no ano passado: 87% de ocupação contra 75% em 2018.

Só que este foi o percentual anunciado pela Hotéis Rio no início de dezembro do ano passado. Na época do Natal, o percentual já tinha pulado para 85%, quase igual ao de 2019.

 

Emprego formal

É mais barato ter uma empregada na Lei do que fora da Lei. É o que comprova Mario Avelino no livro eletrônico Emprego Doméstico: como gastar menos dentro da lei, que entra em sua terceira edição atualizado com a Lei 13.467 – a Reforma Trabalhista – além da Lei Complementar 150 e do eSocial.

O livro pode ser acessado no site Doméstica Legal.

 

Cão pastor aposentado

Criadores de ovelhas na Nova Zelândia, Reino Unido e Austrália estão usando drones para tomar conta dos rebanhos, especialmente à noite.

 

Rápidas

Dia 27 tem show Especial da Virada no Caxias Shopping, com o grupo Do Samba Soul, às 19h *** Nesta segunda-feira, Prislla convida todos a embarcarem na festa Pré Reveilllon Al Mare que acontece no Flutuante, a partir das 17h.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.

EUA: expectativa por novos estímulos fiscais traz bom humor

Futuros dos índices de NY estão subindo, mesmo após terem atingidos novos recordes históricos no fechamento do pregão anterior.

Ajustando as expectativas

Bovespa andou na quarta-feira na contramão dos principais mercados da Europa e também dos EUA.

Sudeste produz 87,5% dos cafés do Brasil em 2020

Com mais de 55 milhões de sacas a região é a principal responsável pela maior safra brasileira da história.

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.