Empresa chinesa ajuda a transformar deserto do Egito em terras verdes

Empresa chinesa de perfuração de poços ajuda a transformar o deserto do Egito em terras agrícolas verdes.

Uma foto aérea mostra uma plataforma de perfuração de poços da chinesa Zhongman Petroleum and Natural Gas Group Corp., Ltd. (ZPEC) em uma plantação de beterraba no deserto da província de Minya, Egito, em 2 de fevereiro de 2021. (ZPEC/Folheto via Xinhua)

Xinhua - Silk Road

 

Com mais de 150 poços de água perfurados feitos com a ajuda de uma empresa chinesa, o deserto a oeste da província de Minya, no sul do Egito, se transformou em grandes pedaços de campos verdes e exuberantes de beterraba, que são matérias-primas para uma fábrica de processamento de beterraba.

Minya, Egito, 20 jul (Xinhua) — Como uma gigantesca colheitadeira de beterraba açucareira movida pelas vastas terras agrícolas no deserto a oeste da província de Minya, no sul do Egito, dezenas de caminhões estavam ocupados carregando as beterrabas colhidas e transportando-as para uma fábrica de processamento de cerca de 40 km de distância na estrada.

Um aspersor automático rega em uma plantação de beterraba no deserto da província de Minya, Egito, em 11 de julho de 2022. (Xinhua/Sui Xiankai)

“Agora estamos muito felizes com a quantidade de açúcar que extraímos de nossas beterrabas. Este será nosso segundo ano e vimos um aumento de cerca de 50% no rendimento em relação ao ano passado, então sentimos que temos um modelo muito bom e somos capazes de criar uma safra que pode alimentar a fábrica”, disse Aaron Baldwin, gerente geral de agricultura da Canal Sugar, uma joint venture de US$ 1 bilhão entre o Egito e os Emirados Árabes Unidos (UAE).

O projeto Canal Sugar visa transformar 50.000 hectares de deserto em terras agrícolas para atender à enorme demanda da fábrica por beterraba sacarina. Para que isso aconteça, é crucial encontrar água suficiente para irrigação.

Uma foto aérea mostra uma plantação de beterraba no deserto da província de Minya, Egito, em 11 de julho de 2022. (Xinhua/Sui Xiankai)

“Chegamos ao meio do deserto e, com a ajuda da empresa chinesa Zhongman Petroleum and Natural Gas Group Corp., Ltd. (ZPEC), começamos a fazer poços exploratórios e depois desenvolvemos uma rede que nos permite começar a irrigar”, disse. Baldwin disse à Xinhua, acrescentando que “quando o projeto estiver concluído, deve haver um campo de cerca de 330 a 350 poços”.

Com mais de 150 poços de água perfurados, grandes extensões de campos verdes e exuberantes de beterraba foram espalhadas pelo deserto, formando uma enorme fazenda para alimentar a fábrica de processamento de beterraba.

“O lugar era apenas um deserto quando iniciamos este projeto em 2018, mas agora se transforma em uma terra irrigada pelos poços que perfuramos e plantamos com beterraba, alfafa e cevada, o que nos deixa orgulhosos”, disse Zhou Guiqiang, chefe de ferramentaria da filial da ZPEC no Egito.

Zhou enfatizou que o projeto está alinhado tanto com a Iniciativa do Cinturão e Rota proposta pela China, que busca cooperação ganha-ganha entre os participantes, quanto com o plano do Egito de transformar desertos em terras agrícolas.

Trabalhadores da chinesa ZPEC perfuram um poço para plantação de beterraba no deserto da província de Minya, Egito, em 12 de novembro de 2018. (ZPEC/Divulgação via Xinhua)

Quando chegou ao local, a ZPEC enfrentou muitos desafios relacionados às condições geológicas da área, mas por meio de pesquisa e exploração incansáveis, o projeto está indo “suavemente”, disse o chefe chinês.

“No início, a perfuração de um poço demorava cerca de um mês, agora pode ser concluída em cerca de 14 dias”, observou.

“Agora concluímos mais de 150 poços de alta qualidade, dos quais mais de 50 estão em operação, e a Canal Sugar está satisfeita com nosso trabalho”, disse Zhou à Xinhua.

Depois de atingir sua capacidade total, a megafábrica pode produzir 900 mil toneladas de açúcar branco por ano. Será um impulso significativo para a produção de açúcar do Egito, que agora é de cerca de 2,8 milhões de toneladas por ano.

Aaron Baldwin, gerente geral de agricultura do Canal Sugar, posa para fotos com uma beterraba em uma plantação no deserto da província de Minya, Egito, em 11 de julho de 2022. (Xinhua/Sui Xiankai)

O açúcar é um bem essencial para os egípcios. O populoso país árabe consumia mais de 3,3 milhões de toneladas de açúcar por ano.

Baldwin expressou felicidade e satisfação com o trabalho da ZPEC, dizendo que a empresa chinesa de perfuração fez “um ótimo trabalho” e observando que a fábrica de açúcar também foi construída por outra empresa chinesa.

Baldwin, que orgulhosamente pegou uma beterraba da fazenda, descreveu a empresa chinesa de perfuração como um dos principais parceiros no desenvolvimento do sistema de irrigação da fazenda, esperando que a fazenda produza cerca de 2 milhões de toneladas de beterraba por ano nos próximos três anos.

Uma máquina agrícola carrega caminhões com beterrabas recém-colhidas em uma plantação de beterraba no deserto da província de Minya, Egito, em 11 de julho de 2022.

“Para mim, desenvolvi algumas boas amizades e vejo uma grande perspectiva para a ZPEC e outras empresas chinesas aqui no Egito e no Oriente Médio”, disse ele.

Por sua vez, Ahmed Soliman, gerente de base da ZPEC, disse que entrou na empresa chinesa em 2019 e ingressou no projeto Canal Sugar no início de 2020.

“Sinto-me feliz em participar da transformação deste vasto deserto verde. É como um sonho. Quando cheguei aqui, não imaginava que um dia se transformaria em toda essa enorme fazenda”, disse o egípcio à Xinhua. Fim

Leia também:

Presidente do Egito inaugura teste de VLT fabricado na China

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China intensifica reforma de classificação de risco no mercado

A China intensificou a reforma no setor de classificação de créditos, à medida que novas regras para melhorar os padrões e regulamentações do setor entraram em vigor em 6 de agosto, em meio ao esforço mais amplo do país para reduzir os riscos financeiros e liberar ainda mais o potencial de seu enorme mercado de títulos.

China aprimora serviços de transporte para atender viagens de verão

A China vem aprimorando os serviços de transporte ferroviário e aéreo na corrida de viagens de verão, a fim de garantir viagens seguras para os passageiros.

Exportações de NEV da China aumentam 37,6% no ano em julho

As exportações de veículos de nova energia (NEV, sigla em inglês) da China registraram um crescimento anual de 37,6%, chegando a 54.000 unidades em julho, segundo os dados da Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis (CAAM).

Últimas Notícias

Fiagros têm captação líquida satisfatória até junho

Esses fundos entraram em operação em agosto de 2021

Vendas financiadas de veículos leves e pesados crescem pouco

Em relação a julho de 2021, no entanto, queda é de 18,8%

Índices influenciaram o mercado nesta semana

Ibovespa encerrou nesta sexta-feira com alta de 2,33%

Petrobras informa sobre venda de direitos minerários de potássio

A Petrobras informa que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda de seus direitos minerários para pesquisa e lavra de...

China aposta no controle da inflação este ano

BPC: condições favoráveis para manter os preços geralmente estáveis