Empresa mexicana promete reduzir fraudes envolvendo o Pix

Solução é reforçar o protocolo de segurança de operações bancárias

Em 2021, ano em que o Pix passou a funcionar no Brasil, o número de golpes contra clientes bancários registrou aumento de 156%, segundo Levantamento da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

No início deste mês, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que vai endurecer as medidas para coibir a abertura de contas laranjas ligadas a golpes do Pix. Em audiência na Câmara dos Deputados, ele revelou que estuda responsabilizar bancos que hospedam tais contas. Campos Neto defendeu o Pix e disse que a modalidade não tem culpa no aumento de golpes registrados. Ele ainda ressaltou que a instituição está trabalhando para endurecer asd rregras de transferência.

Atenta a este cenário de fraudes e golpes, a NA-AT Technologies, empresa mexicana especializada em biometria, soluções digitais e segurança, afirma ter desenvolvido ferramentas capazes de reduzir em até 98% problemas como esse. A empresa lança no mercado financeiro brasileiro a NA-AT Suite, um mix de plataformas, soluções e produtos para reforçar os protocolos de segurança de operações bancárias, a fim de frear as fraudes por roubo de identidade.

Para o Brasil, a NA-AT Suíte conta com soluções para as categorias Cloud Identity, Remote Onboarding e Digital Agreements, auxiliando as empresas no que diz respeito à otimização das operações relacionadas à validação de identidade , à oferta remota de serviços, bem como fechamento de contratos à distância.

O CEO da NA-AT Technologies, Carlos Chavarría, contextualiza o cenário brasileiro de fraudes em operações bancárias e aponta as soluções oferecidas pela companhia. “O Brasil é um mercado desafiador e bastante complicado em relação à fraude bancária. Podemos citar, como exemplo, o crescimento expressivo de crimes e fraudes envolvendo o PIX, bem como a abertura de contas falsas para venda de cartões de crédito na internet. Entretanto, ainda há tempo de tomar medidas para prevenir este tipo de evento.

De acordo com o estudo da consultoria Markets&Markets, o tamanho do mercado (Market Sizing) de verificação de identidade na América Latina deve chegar a US$ 526 milhões em 2022, enquanto o tamanho das soluções não biométricas, usadas principalmente para incorporação remota de clientes, é de cerca de US$ 40 milhões e, para o setor de assinatura digital, US$ 128 milhões.

Mesmo que estes números sejam expressivos, com a economia cada vez mais digitalizada, a privacidade e segurança dos dados pessoais e o tratamento dessas informações são áreas que geram preocupação constante entre os usuários.

Leia também:

PIX se torna o segundo meio de pagamento mais utilizado no Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Acqio inclui transações via Pix em suas soluções de pagamento

Em abril os pagamentos feitos via Pix atingiram a marca histórica de 11,5%, no comércio eletrônico

Com ações no zero a zero, TC busca culpados da especulação

Em fato relevante, companhia afirma que tem sido alvo de uma campanha de desinformação

Criptomoedas: avaliações sobre o 1º semestre e perspectivas para o 2º

Alta dos juros e Ucrânia derrubaram cotações, dizem especialistas.

Últimas Notícias

Diminuem os homicídios, mas ainda há muito a se fazer

Por Dirceu Cardoso Gonçalves.

Ford Brasil: Centro global de exportação de serviços de engenharia

Projetos de ponta voltados ao futuro da mobilidade, como veículos elétricos, autônomos e conectados. 

Senado vai analisar vetos na Lei Aldir Blanc

Existe uma fila de 36 vetos aguardando votação dos senadores e deputados

Caixa: desconto de até 44% para regularizar penhor em atraso

As unidades com serviço de penhor disponível podem ser consultadas no site da Caixa

Índice de Preços ao Produtor (IPP) sobe 1,83% em maio

Das 24 atividades analisadas, 21 tiveram alta de preços