Empresa que comercializa animal vivo deverá ter responsável técnico

Relator altera proposta para incluir profissionais de biologia e de zootecnia entre as áreas responsáveis.

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira, proposta que torna obrigatória a contratação de responsável técnico por estabelecimentos onde estejam animais vivos ou sejam comercializados medicamentos veterinários com retenção de receita.

O texto aprovado é o substitutivo do relator, deputado Paulo Bengtson (PTB-PA), ao Projeto de Lei 8407/17, do deputado Roberto de Lucena (Pode-SP). Segundo o relator, os ajustes feitos pretendem “evitar a criação de obrigações legais e financeiras que pudessem inviabilizar a atividade de pequenas empresas, como petshops e mercadinhos”.

Enquanto o texto original obrigava as empresas que comercializem animais vivos a manter um veterinário como responsável técnico do local, o substitutivo, a fim de resolver eventuais conflitos com áreas correlatas, como biologia e zootecnia, abre a possiblidade para que profissionais dessas áreas também assumam a responsabilidade técnica por estabelecimentos que vendam animais vivos.

No caso da venda de medicamentos veterinários com retenção de receita, no entanto, a responsabilidade técnica, segundo o substitutivo, será privativa de médicos-veterinários.

Por fim, o substitutivo inclui a previsão de multa em caso de descumprimento da obrigação de homologar a anotação de responsabilidade técnica quando essa for obrigatória, independentemente de outras sanções legais.

A proposta altera a Lei 5.517/68, que regulamenta o exercício da profissão de médico-veterinário e cria os conselhos Federal e regionais de medicina veterinária.

O projeto será ainda analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Da Agência Câmara de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

Brasil corre risco de desabastecimento de diesel

Alerta foi feito inclusive pela direção da Petrobras

Queda na indústria atinge todos os grupos de intensidade tecnológica

Perdas no primeiro trimestre de 2022 vão de 2,3% a 8,7%.

Últimas Notícias

B 3 lança novos produtos para negociação de estratégias de juros

Operações são estruturadas de contratos futuros de DI, DAP e FRC

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

JBS tem governança fraca, mas perfil de negócio forte

Brasil corre risco de desabastecimento de diesel

Alerta foi feito inclusive pela direção da Petrobras

Lucros das empresas subiram 55% no primeiro trimestre

Em abril, quase metade das categorias de trabalhadores não conseguiu repor inflação.

PIB dos EUA cai mais que previsto, porém inflação perde ritmo

Recessão não está descartada, segundo analistas.