Empresas abertas na pandemia são 452% mais vulneráveis a fraudes

Com a chegada da pandemia e o aumento do desemprego, muitos brasileiros viram no empreendedorismo a oportunidade de conseguir uma renda mensal. A criação de uma empresa, mesmo que de pequeno porte, traz desafios importantes como a segurança para evitar ataques cibernéticos. Segundo a ClearSale, companhia referência em soluções antifraude em diversos segmentos, empresas criadas durante a pandemia possuem 452% a mais de chances de sofrerem com tentativas de fraudes.
De acordo com o Henrique Martins, head de Fraude Empresarial da ClearSale, o motivo dessa maior vulnerabilidade está associado a aceleração da digitalização das pessoas físicas e jurídicas. “Em comparação com empresas maiores, as de pequeno porte possuem orçamentos e equipes reduzidas, o que faz com que os fraudadores enxerguem uma porta de entrada mais fácil para a realização de fraudes”, afirma o executivo.
Dentre os golpes aplicados em empresas, o executivo destaca os mais comuns:
Roubo de identidade/falsidade ideológica: quando uma pessoa física pega dados de uma empresa terceira para tentar se passar por ela e tirar algum benefício. Isso ocorre a partir do fraudador, com o roubo desses dados de lojas que estão ativas ou, até mesmo, por meio de compras ou reativação de CNPJs antigos para realizar fraudes;
Fraude de declaração de bens: fraudador declara ter ou movimentar mais bens do que tem de fato. Com isso ele pode, por exemplo, conseguir uma concessão de crédito em um banco/fintech ou empresas de outros segmentos.
Fraude de corrupção de agentes: a empresa pode ser idônea, mas comete fraude no relacionamento B2B ou B2C ao abusar de um canal ou possível parceiro dando algo a mais do que deveria nessa negociação (chamada de negociação indevida).
“É preciso estar atento às fraudes porque, muitas vezes, a empresa pode estar interpretando alguma perda financeira como inadimplência, por exemplo, sendo que parte desse prejuízo pode estar associado à fraude. Recomendamos sempre ter o hábito de analisar possíveis ações fraudulentas dentro das empresas e ter profissionais especializados para apoiar nesse processo”, completa o executivo.
A ClearSale é especialista em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, como e-commerce, mercado financeiro, vendas diretas, telecomunicações e seguros, sendo pioneira no mapeamento do comportamento do consumidor digital. A empresa equilibra tecnologia e profissionais especializados para entregar os melhores indicadores aos clientes e movimentar o mercado com segurança e confiança.
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Azul mantém Norte Fluminense e Gol vai montar hub na Bahia

Companhia aérea recebeu incentivos fiscais do governo baiano.

Três perguntas: aspectos de uma sucessão familiar

Por Jorge Priori.

Últimas Notícias

BNDES: R$ 6,9 bi para construção da linha 6 do metrô de SP

Total previsto de R$ 17 bilhões financiados por um consórcio de 11 bancos

Área de oncologia movimenta R$ 50 bilhões no Brasil

Cerca de 625 mil novos casos de câncer são diagnosticados por ano

Títulos públicos prefixados: maiores rentabilidades de julho

Destaque ficou com os prefixados de vencimentos mais longos, representados pelo IRF-M1+

Economia prepara projeto para abrir fundos de pensão ao mercado

Em jogo, patrimônio de R$ 1 trilhão acumulado pelos fundos fechados de previdência.