Encontro caloroso entre Xi e Putin mostra relações firmes de China e Rússia

China e Rússia refinam relações e interesses sobre questões estratégicas por um mundo mais igualitário e multipolar

219
Putin e Xi Jinping sentados em cadeiras externas em reunião restrita em Beijing
Putin e Xi Jinping em reunião restrita em Beijing (foto de Ju Peng, Xinhua)

O presidente chinês, Xi Jinping, realizou uma reunião restrita com o presidente russo, Vladimir Putin, nesta quinta-feira, em Zhongnanhai, Beijing, durante a qual trataram sobre questões estratégicas de interesse comum.

“A China está disposta a trabalhar com a Rússia e outros países para aumentar a solidariedade e a cooperação, orientar a governança global na direção certa, salvaguardar conjuntamente a imparcialidade e a justiça internacionais e promover a paz mundial e o desenvolvimento comum”, disse Xi.

Putin disse que a Rússia está disposta a melhorar a cooperação com a China e outros países do Sul Global para promover a equidade e a justiça internacionais e para trabalhar em prol de um mundo mais igualitário e multipolar.

A calorosa recepção a Putin confirmou a parceria entre os dois países. Xi e Putin assinaram e emitiram a Declaração Conjunta da República Popular da China e da Federação Russa sobre o Aprofundamento da Parceria Estratégica Abrangente de Coordenação para a Nova Era no Contexto do 75º Aniversário das Relações Diplomáticas China-Rússia. Também assinaram uma série de importantes documentos de cooperação intergovernamental e entre agências, que injetam um novo e forte impulso ao desenvolvimento sólido das relações, destacou a agência de notícias chinesa Xinhua.

Espaço Publicitáriocnseg

Por seu lado, a russa Sputnik ressaltou que Rússia e a China pretendem continuar seus esforços para integrar a União Econômica Eurasiática e a Iniciativa Cinturão e Rota (BRI). Apontou também que o comércio e o investimento mútuos entre os dois países são protegidos de forma confiável contra a influência negativa de terceiros, e há planos para fortalecer os contatos por meio dos bancos.

“Estou pronto para permanecer em contacto estreito com o presidente Putin e trabalhar em conjunto para orientar o desenvolvimento das relações China–Rússia na direção certa, orientar a parceria estratégica abrangente de coordenação China–Rússia para a nova era, a fim de alcançar um progresso constante e duradouro, trazer mais benefícios aos dois povos e contribuir para a segurança e a estabilidade mundiais”, disse Xi.

Os dois chefes de Estado trocaram pontos de vista aprofundados sobre a crise na Ucrânia. Xi elaborou a posição consistente e os esforços da China para promover a solução política da questão da Ucrânia, sublinhando que, para lidar com qualquer questão importante, é necessário abordar tanto os sintomas como as causas profundas, e planejar o presente, bem como o futuro a longo prazo.

Xi disse que a China apoia a convocação de uma conferência internacional de paz reconhecida pela Rússia e pela Ucrânia num momento apropriado, com participação igualitária e discussão justa de todas as opções, de modo a pressionar por uma solução política rápida para a questão.

Putin disse que a Rússia aprecia a posição objetiva, justa e equilibrada da China sobre a questão da Ucrânia. “A Rússia está empenhada em resolver a questão da Ucrânia através de negociações políticas e está disposta a demonstrar sinceridade e a manter uma comunicação estreita com a China a este respeito”, disse o presidente russo.

Com Agência Xinhua e Sputnik

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui