Enem impulsiona universidades particulares

Mais de 60% de matrículas são feitas depois da nota do Enem; já para ABF, franquias de educação são tendências para investimento em 2020.

Conjuntura / 11:45 - 15 de jan de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A nota do Enem 2019 será divulgada na próxima sexta-feira e, de acordo com o professor Édney Quaresma, CEO da Really Experience, esse é o grande momento para as universidades privadas. De acordo com ele, "em média 23% das matrículas de uma universidade privada vem dos alunos do Enem neste primeiro semestre". Outro importante dado é que "65% das matrículas são feitas nesse período e as universidades ficam ávidas para capturar os alunos". Para isso ele explica que há uma política de descontos que pode ser de até 20% nos cursos presenciais e chega a 30% no EAD.

"Os alunos que saem do Enem, que teve quase 4 milhões esse ano, alcançam uma média entre 400 e 600 pontos. São pelo menos 80% nessa faixa de pontuação", ressalta. Quaresma também desperta para um indicador de classe social. "Quanto maior a renda familiar do candidato, maior é a média da nota. Alunos declarados de classe A alcançam notas com média acima de 630 pontos, enquanto os declarados classe C ficam abaixo de 540 pontos".

Já de acordo com a Associação Brasileira de Franchising, educação é um dos segmentos mais prósperos e seguros para se investir em 2020. No terceiro trimestre de 2019, o setor teve aumento de 5,0% no faturamento quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Os índices de confiança empresarial e do consumidor também cresceram no mesmo período: de 89,5 para 94,1 e de 82,1 para 89,7 pontos, respectivamente. Os resultados evidenciam um crescimento econômico moderado e mercado mais confiante neste momento.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor