Energias do Brasil dobra ganhos no 3º trimestre

O lucro da Energias do Brasil mais que dobrou no terceiro trimestre, ao fechar em R$ 114 milhões, em comparação aos R$ 54,6 milhões obtidos em igual período de 2005. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) obteve avanço de 70%, para R$ 339 milhões. Os resultados compreendem ativos totais de R$ 9,2 bilhões, nas áreas de distribuição (Bandeirante, Escelsa e Enersul), geração (EDP Lajeado, Energest e Enerpeixe) e comercialização (Enertrade) de energia elétrica
A entrada em operação da terceira turbina da Usina Hidrelétrica Peixe Angical, em setembro, somada à produção de dois geradores já em funcionamento desde julho, contribuíram com R$ 46,9 milhões para o Ebitda do terceiro trimestre. “Construímos uma hidrelétrica de 452 megawatts em três anos, o que é considerado tempo recorde em razão de seu porte”, afirma António Martins da Costa, diretor-presidente da Energias do Brasil.
No terceiro trimestre de 2006, a receita operacional bruta foi de R$ 1,55 bilhão, 4% a mais que o total registrado no mesmo período do ano passado. A receita operacional líquida alcançou R$ 1,14 bilhão – aumento de 3,8% sobre o R$ 1,1 bilhão registrado no terceiro trimestre de 2005. “Os reajustes tarifários concedidos pela Aneel para as distribuidoras, no período, e o crescimento no volume de energia distribuída e comercializada são alguns dos fatores que contribuíram para o aumento da receita operacional líquida”, complementa Martins da Costa.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Brics+ será gigante em alimentos e energia

Bloco ampliado desafia EUA rumo a nova ordem mundial.

Para combater Putin, adeus livre mercado

Teto para preço do petróleo é nova sanção desesperada do G7.

Inflação engorda lucros de bilionários de energia e alimentos

Fortunas dos ricaços desses 2 setores aumentaram US$ 1 bilhão a cada 2 dias desde 2020.

Últimas Notícias

Acusações de palhaça e possível ação da CVM fazem ação da TC desabar

Papéis chegaram a recuar mais de 25% no pregão desta quinta-feira.

Aqui, na terra, a coisa está preta

Por Paulo Alonso.

Setor público registrou superavit de R$ 358 bi em 2021

O setor público brasileiro registrou um superavit orçamentário de R$ 358 bilhões em 2021, resultado que deriva dos cerca de R$ 6,3 trilhões em...

Triste realidade

Em cada 4 bairros do Rio, 1 tem milicianos ou traficantes

Pré-candidatura de Ceciliano ao Senado ganha apoio na Região Serrana

Prefeito do PSB vira as costas para candidato do partido.