Especialidade

O currículo pesou na hora em que Lula escolheu Mantega para novo ministro da Fazenda. Após Palocci cair, acusado num escândalo que misturou lobby e mulheres, o nome do economista paulista veio a calhar. Mantega foi o coordenador de uma coletânea de artigos lançada em 1979, pela Brasiliense, com o sugestivo título de Sexo e Poder.

Zelo
O ex-presidente da Caixa Econômica, Jorge Mattoso, explicou, em nota, porque examinou o extrato do caseiro Francenildo Santos Costa, com vultosos depósitos que somavam R$ 38 mil: “Na condição de presidente da Caixa, no pleno e legítimo exercício de minhas funções, tive acesso a informações sobre movimentação atípica em conta de cliente. Cumprindo meus deveres funcionais e sem que isso de forma alguma representasse quebra indevida de sigilo, determinei, a propósito, a adoção das providências previstas na Lei 9613/98, cujas disposições aplicam-se indistintamente a todas as instituições financeiras (…) Comuniquei, também, o fato à autoridade superior à qual a Caixa encontra-se vinculada.”
Se Mattoso fossse o presidente do Banco Rural, o valérioduto não teria tido a menor chance.

Agilidade
A nomeação de Mantega e sua substituição por Demian Fioca no comando do BNDES não sensibilizou a área de Comunicação do banco público. Nesta terça, a última notícia na página da instituição na Internet era do dia 22 de março.

Quarta idade
Se não for tomada nenhuma medida imediata em relação à previdência de estados e municípios, haverá, teoricamente, aposentados recebendo seus direitos só aos 90 anos e até com 100 anos de idade. “E isto é inadmissível”, sentencia o presidente da Associação Brasileira das Instituições de Previdência dos Estados e Municípios (Abipem), Ronaldo Figueiredo. Ele adverte que a manutenção do modelo atual pode chegar ao ponto de os servidores terem que contribuir por um prazo de até 50 anos. O futuro dos cerca de 30 milhões de aposentados e pensionistas do país será discutido a partir das 19h desta quarta, no Othon Palace Hotel, no Rio de Janeiro, durante o 40º Congresso Nacional da Abipem.

Senado
A governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho, não descarta uma candidatura ao Senado. Ela só anunciará sua decisão na sexta-feira, após duas reuniões com dirigentes do PMDB. A primeira, com a Executiva Nacional, nesta quarta-feira, em Brasília, aonde irá em companhia do marido, o pré-candidato do partido à Presidência da República, Anthony Garotinho. A outra, no Rio, no dia seguinte, com a Executiva Regional.

Voz conhecida
Programa mais antigo de rádio, no ar há 71 anos, execrado por donos de emissoras privadas – não raros esquecidos de que são detentores de concessões públicas – a Voz do Brasil é conhecida por 88% dos brasileiros com mais de 16 anos. A constatação é de pesquisa do DataFolha, em dezembro de 1995. Segundo a pesquisa, cerca da metade dos que conhecem o programa é favorável à obrigatoriedade da transmissão pelas rádios.

Voz flexível
A maior audiência da Voz se concentra no Nordeste e no Centro-Oeste, nas quais dois terços dos entrevistados disseram ouvir o programa regularmente. Essa constatação fez com que os pesquisadores apontem o perfil do ouvinte como formado por brasileiros mais humilde, distantes dos grandes centros urbanos, das facilidades tecnológicas da comunicação e da informação político-administrativa.
O futuro da transmissão obrigatória da Voz foi debatido na Câmara dos Deputados, por representantes de emissoras públicas nacionais e internacionais, acadêmicos, deputados e empresários. Na Casa, tramitam cerca de 60 projetos propondo algum tipo de mudança, desde o fim da obrigatoriedade das transmissão até a flexibilização do horário em que as rádios poderiam colocá-lo no ar.

Só Lula não sabia?
O aliado Delúbio operou o valerioduto e Lula não sabia; Dirceu caiu pelo envolvimento com o escândalo, e Lula nada sabia; Palocci saiu envolvido em escândalos, e Lula nada sabia. Excesso de desinformação?

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCéu & inferno
Próximo artigoEmbrulhado

Artigos Relacionados

Alta dos preços leva a aumento de protestos

Agitação em países onde manifestações eram raras preocupa FMI.

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Últimas Notícias

Câmara deve colocar em votação PL que desonera tarifas de energia

Em 2021, o Brasil passou pela pior crise hídrica em mais de 90 anos

Metodologia para participação de investidor estrangeiro

Serão considerados os dados de liquidação das operações realizadas no mercado primário nos sistemas da B3

Fitch eleva rating do Banco Sicoob para AA (bra)

Houve melhora do perfil de negócios e de risco da instituição

Petrobras Conexões para Inovação cria robô de combate a incêndio

Estatal: Primeiro no mundo adaptado para a indústria de óleo e gás

Brasil tenta ampliar diálogo com a UE

Debate da recuperação econômica nas duas regiões e discussão sobre as perspectivas das políticas fiscais