Especialista: ICR a impulsionar cooperação entre mundo árabe e China

A Iniciativa de Cinturão e Rota (ICR) tem um grande potencial para impulsionar a cooperação árabe-chinesa e aprendizagem mútua, trazendo mais benefícios aos povos de ambos os lados, se acordo com um especialista jordano.

Foto tirada em 4 out, 2021 mostra o show de luzes na Pavilhão da China da Expo 2020 Dubai em Dubai, Emirados Árabes Unidos. (Xinhua/Su Xiaopo)

Xinhua - Silk Road
Xinhua – Silk Road

Amã, 27 dez (Xinhua) — A Iniciativa de Cinturão e Rota (ICR) tem um grande potencial para impulsionar a cooperação árabe-chinesa e aprendizagem mútua, trazendo mais benefícios aos povos de ambos os lados, se acordo com um especialista jordano.

“Na minha opinião, quanto mais perto os árabes cooperarem com a China, mais perto conseguirão o seu próprio renascimento e rejuvenescimento”, disse Samer Khair Ahmed, um escritor jordano e especialista em relações Árabe-China, em uma entrevista recente com a Xinhua.

Ahmed tem acompanhado continuamente o desenvolvimento chinês e está empenhando em fazer avançar a compreensão do mundo árabe sobre a China e a ICR.

Ele publicou dois livros sobre a China e as relações Árabe-China, lançando luz sobre o rejuvenescimento e cooperação futura para ambas as civilizações no âmbito da ICR, atraindo um interesse generalizado na região.

Ahmed disse que a ICR se tornou um tópico central em como construir uma cooperação mais estreita entra a China e a comunidade internacional, incluindo o Oriente Médio. Ele apelou à maior participação regional na ICR para partilhar os frutos do desenvolvimento da China.

Tendo visitado a China várias vezes com a primeira viagem em 2007, o especialista jordano observou que sua confiança na ICR deriva da sua primeira experiência no país asiático.

“O tremendo desenvolvimento que a China fez, e o entusiasmo do povo chinês em avançar para a realização do rejuvenescimento nacional me impressionou profundamente”, disse ele.

Após sua volta à Jordânia, Ahmed incorporou sua experiência própria no seu primeiro livro sobre a China, que foi citado por vários meios de comunicação árabes, e foi nomeado para o “Sheikh Zayed Book Award”, um prêmio significante no campo da literatura árabe.

Ahmed disse que ele acredita que os países árabes poderiam facilitar seus progressos tecnológico e industrial e acelerar os seus próprios rejuvenescimentos por meio da participação na ICR.

A China está empenhada na paz, igualdade e benefício mútuo, prosseguiu o especialista, salientando que a promoção dos laços econômicos e culturais com a China irá produzir resultados substanciais.

“É notável que alguns dos países ocidentais recusam a ver uma relação árabe-chinesa mais estreita. Alguns meios de comunicação ocidentais distorceram e desacreditaram na imagem da China, tentando impedir o povo dos países árabes de conhecer a verdadeira China, alienando assim a China e a ICR”, ele disse.

Por esta razão, o segundo livro do Ahmed sobre a China tem um capítulo descrevendo a ICR e suas oportunidades significativas para o mundo árabe.

“Eu acredito que a ICR irá impulsionar a cooperação win-win entre os países árabes e a China”, ele acrescentou. Fim

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

China implementará tarifas da RCEP para mercadorias da Coréia

A partir de 1 de fevereiro, a China adotará a taxa tarifária prometida sob o acordo da Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP), nas importações selecionadas da República da Coréia, conforme um comunicado divulgado pela Comissão de Tarifas Alfandegárias do Conselho de Estado, nesta quinta-feira.

Produto estrela da BGI Genomics é exibido na Pavilhão da China

Os modelos do Huo-Yan Air Laboratory da BGI Genomics, produto estrela de laboratório móvel de teste nucléico da gigante chinesa, foram exibidos na Pavilhão da China da Expo 2020 de Dubai durante 11 a 13 de janeiro.

China continua sendo destino favorito de investimento, informa WSJ

A China continua sendo um grande destino de investimento, pois suas startups de tecnologia atraíram uma quantidade recorde de financiamento de risco no ano passado, informou o Wall Street Journal nesta quinta-feira.

Últimas Notícias

Empresa brasileira de produtos médico-hospitalares cresce 20% em 2021

Faturamento foi de R$ 28 milhões.

Brasileiro buscou mais crédito para compra de veículo

Veículos pesados e motos se destacam

Varejo, petrolíferas e bancos puxam Ibovespa

Siderúrgicas e Vale ficam na contramão do mercado

Uso de cheque cai ladeira abaixo

Avanço tecnológico mudou hábito arraigado da clientela

Covid-19 fecha 478 agências bancárias em SP

500 bancários foram confirmados com covid-19.