26.1 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 25, 2021

Esperança por estímulos fiscais nos EUA renova otimismo

As Bolsas europeias e os índices futuros de Nova Iorque estão subindo no momento, motivados pela expectativa do novo presidente dos EUA, Joe Biden, anunciar um novo pacote fiscal trilionário ainda hoje, porém a realização dos lucros de ontem do Nasdaq e a crise política norte-americana, podem atrapalhar o bom desempenho das Bolsas. Às 7h20, o futuro do Dow Jones se fortalecia 0,34% e o do S&P 500, +0,18%, enquanto o do Nasdaq caía 0,17%. O índice FTSE 100, da Bolsa de Londres, subia 0,67%, acompanhado pelo DAX, de Frankfurt (+0,50%) e pelo CAC 40, de Paris (+0,34%). O euro estava em US$ 1,2161, de US$ 1,2155, e a libra era cotada a US$ 1,3656, de US$ 1,3631 no fim da tarde de ontem. Na Ásia, as Bolsas fecharam mistas diante as realizações de lucros e o positivismo em relação as notícias sobre os estímulos americanos. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, encerrou o dia em alta de 0,85%. Outros índices da região acompanharam a capital japonesa, como o Hang Seng, de Hong Kong (+0,82%) e o Kospi, de Seul (+0,05%). Na Oceania, o índice S&P/ASX, da Bolsa de Sidney, fechou em alta de 0,43%. Às 7h20, o dólar estava em 90,291 ienes, de 104,02 ienes no fim da tarde de ontem.

.

Thiago Penteado

Trader Mesa de Câmbio

Travelex Bank

Leia mais:

Mercado doméstico à mercê de movimentação externa

Mercados ainda sem tração

Artigos Relacionados

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.

Exterior em baixa

Queda acontece em meio às preocupações com problemas para obtenções de vacinas.

Más notícias persistem

Petróleo negociado em NY mostrava queda de 2,60% (afetando a Petrobras), com o barril cotado a US$ 51,75.

Mercado reagirá ao Copom e problemas internos

Na Europa, Londres teve alta de 0,41%. Frankfurt teve elevação de 0,77%. Paris teve ganhos de 0,53%.