Esperando o payroll e IPCA

Dólar encerrou dia de ontem com nova alta de 0,57%, cotado em R$ 5,52.

Ontem foi dia de a Bovespa lutar para se manter acima do patamar de 111 mil pontos, mas acabou não conseguindo e fechando praticamente estável pelo segundo dia consecutivo, com alta de 0,02% e índice em 110.585 pontos. O dólar encerrou com nova alta de 0,57%, cotado em R$ 5,52. O Dow Jones com alta de 0,98% e Nasdaq com +1,05%. No ano, a Bovespa está negativa em 7,08%.

Hoje, tivemos a volta da China do feriado prolongado de uma semana e a Bolsa de Xangai fechando com alta de 0,67%. As demais Bolsas asiáticas também com comportamento positivo. Na Europa, as Bolsas abriram positivas, passaram para o negativo e, agora, tentam retomada de alta. Os futuros do mercado americano com comportamento misto e sem definição.

Aqui, mantemos a toada de que o mercado só vai melhorar quando conseguir ultrapassar o patamar de 112 mil pontos e mirar no objetivo inicial (fraco) de 115 mil pontos. A consequência disso é que os IPOs estão sendo adiados. Os investidores vão esperar a divulgação do payroll de setembro, nos EUA, e a inflação oficial pelo IPCA.

Nos EUA, a notícia é que o Senado aprovou elevação do teto da dívida em US$ 400 bilhões para ir até o dia 3 de dezembro, mas o governo segue encilhado. Na China, tivemos a divulgação do PMI Caixin de setembro de serviços, em alta para 53,4 pontos, de anterior em 46,7 pontos, e o índice composto evoluindo para 51,4 pontos, já na faixa de expansão da atividade (acima de 50 pontos).

Na Alemanha, o saldo da balança comercial em agosto mostrou superávit em queda para 13 bilhões de euros, fruto de exportações em queda de 1,2% e importações subindo +3,5%. No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em Nova Iorque, mostrava nova alta de 0,97%, com o barril cotado a US$ 79,06. O euro era transacionado em alta para US$ 1,157, e notes americanos de 10 anos com juros em alta para 1,59%. O ouro e a prata em queda na Comex, e commodities agrícolas com desempenho positivo na Bolsa de Chicago.

Aqui, Bolsonaro adiantou que teremos problemas de desabastecimento em 2022 e voltou a falar de inflação alta e combustíveis caros. O senador Roberto Rocha (PSDB-MA), relator da reforma tributária, disse ser possível votar em outubro, ou pelo menos na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça).

O comportamento dos mercados hoje deve ser definido com a divulgação do IPCA e o payroll americano, que sairá às 9h30 (horário de Brasília).

A situação que governos e Bancos Centrais têm pintado é de muitas incertezas na retomada das economias (apesar da boa expansão de 2021), no comportamento da inflação (se persistente ou não), no que fazer para retirar estímulos monetários e fiscais e como oferta e demanda estarão reagindo diante da escassez de energia e outras variáveis, incluindo a retomada do emprego. Aqui, não é diferente. Só é bem mais complicado pela condição de emergente desequilibrado.

Os mercados de risco no mundo e aqui estão mostrando isso de forma muito clara. Todos os dias, somos martelados por declarações de incerteza por parte de dirigentes, e o resultado é a volatilidade nas Bolsas, commodities, câmbio e juros. Além disso, pacotes de infraestrutura e sociais estão sendo gestados, reformas são requeridas e decisões demoram a sair.

Só para ilustrar, o BoE (o BC inglês) declarou que os juros permanecerão baixos, mesmo com a inflação em alta e depois de paralisarem as compras de PEPPs. Já o BoJ (o BC japonês) rebaixou a avaliação de cinco de nove regiões do país por piora da pandemia. Nos EUA, aparentemente, teremos uma definição tipo “tapa-buraco” para elevação do teto da dívida, o que resolve pelo menos até dezembro os problemas. O Banco Central Euopeu encontra muitas fontes de incertezas que podem trazer inflação à frente e que é prematuro assumir preços em queda no próximo ano.

Já o Institute of International Finance (IIF) divulgou ontem que o enfraquecimento da China afeta os países emergentes, que ficarão mais vulneráveis com a retirada antecipada de estímulos monetários e fiscais.

Nos EUA, o líder do governo, Chuck Schumer, disse que o Senado chegou a um acordo para aprovar a extensão do teto ainda hoje. Boa notícia, e menos uma coisa para estressar os investidores, ainda que seja uma solução de curto prazo. Já Loretta Mester, do Fed de Cleveland, deu tom mais positivo ao estimar que o emprego máximo deve ser atingido no final do próximo ano e que as projeções não indicam elevação agressiva dos juros básicos. Ainda nos EUA, os pedidos de auxílio desemprego da semana anterior encolheram 38 mil posições para 326 mil, quando o previsto era que ficassem em 345 mil. Pedidos continuados caíram 97 mil, para 2,7 milhões.

Também ontem, no mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em Nova Iorque, também oscilou forte ao longo do dia, primeiro em queda com a possibilidade de os EUA liberarem reservas emergenciais, e depois com a notícia de que não seria feito, pelo menos agora. O óleo era negociado perto do encerramento em alta de 1,72%, com o barril em US$ 78,76. O euro era transacionado em US$ 1,156, em leve alta, e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,56%. O ouro em queda e a prata com alta na Comex, e commodities agrícolas com desempenho positivo na Bolsa de Chicago. O minério de ferro, em Qingdao, ainda com baixa liquidez na véspera de terminar o longo feriado chinês, registrou alta de 0,38% e a tonelada negociada em US$ 117,02.

No segmento doméstico, o IBGE anunciou a previsão de safra 2021 em 250,9 milhões de toneladas, com previsão de queda de 0,3% em relação ao mês anterior e o sexto reajuste seguido em queda. A área colhida de 68,3 milhões de hectares será 4,4% superior, o que evidencia menor produtividade. O secretário Bruno Funchal declarou que o monitoramento de execução da política pública é fundamental para o orçamento e é importante fortalecer o teto de gastos para controle e percepção do risco. O diretor do BC, Bruno Serra, também disse que o choque de demanda sobre a inflação trouxe visibilidade do processo difícil de controlar, mas que vão atingir as metas de 2022 e 2023. Segundo ele, o maior desafio fiscal será depois da pandemia.

Ocorre que no relatório dos precatórios, divulgado hoje, existe uma miscelânea de alternativas e encontro de contas, tudo para abrir espaço no teto de gastos e viabilizar programas assistencialistas, já que algumas modalidades estariam fora do teto. A votação da PEC dos precatórios foi adiada para o próximo dia 19, já que o relator concedeu vista coletiva do parecer. Bem verdade que parece um pouco melhor do que outras alternativas declaradas ao longo da semana.

No mercado, a quinta-feira foi dia de dólar oscilando ao sabor do noticiário e novamente vazando o patamar de R$ 5,52, para fechar com +0,57% e cotado a R$ 5,517. No segmento Bovespa da B3, na sessão do último dia 5, os investidores estrangeiros alocaram recursos no valor de R$ 1,54 bilhão e, com isso, o mês mostra ingresso líquido de R$ 2,98 bilhões. No ano, o saldo de entradas está em R$ 45,25 bilhões. No mercado acionário, dia forte para as Bolsas europeias, com Londres em alta de 1,26%, Paris com +1,61% e Frankfurt com +1,82%. Madri e Milão com valorizações de respectivamente 2,01% e 1,52%. No mercado americano, o Dow Jones com +0,98% e Nasdaq com +1,05%. Na Bovespa, dia de muita luta para ficar acima dos 111 mil pontos, fechando em alta de 0,02% e com índice em 110.585 pontos. Destaque para Vale com +2,98%.

.

Alvaro Bandeira

Economista-chefe do Banco Digital Modalmais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

BC realiza leilão de swap cambial pelo terceiro dia seguido

Futuros de Nova Iorque, Europa e Ásia sobem nesta manhã, com alta do petróleo e queda no índice DXY.

Mercados globais sobem em dia de agenda cheia nos EUA

Bolsas em Nova Iorque também operavam em alta acompanhando a valorização de commodities, como minério de ferro e petróleo.

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...