Esquerda toda a vida

Maurício Dias David, do Conselho Editorial do MM, deu depoimento sobre Marco Aurélio Garcia, que morreu nesta quinta-feira,...

Maurício Dias David, do Conselho Editorial do MM, deu depoimento sobre Marco Aurélio Garcia, que morreu nesta quinta-feira, vítima de um ataque do coração, aos 76 anos: “Uma das figuras mais doces da esquerda brasileira. É claro que quando me refiro a ele como uma pessoa doce e afável possivelmente vou de encontro ao ódio que lhe devotavam paradoxalmente pessoas que com toda certeza jamais conviveram com ele na proximidade – pois era difícil resistir ao seu charme.”

Tenho para mim que, não fosse por ele, não teria se completado o aburguesamento do antigo líder operário na sua passagem para ‘pai dos pobres e mãe do ricos’ (não que o Marco Aurélio possa ser culpabilizado por isto, mas se há alguém que possa ter ensinado o Lula a tomar bons vinhos foi, certamente, o Marco Aurélio, ao acompanhá-lo em suas viagens internacionais ainda como presidente do PT…). Ainda me lembro muito bem de quando estive com os dois juntos em Paris, em 1992 ou 93, em uma reunião na Maison de l’Amérique Latine, em pleno Boulevard de Saint-Germain. O Lula ultrabem vestido, fumando um charuto dos bons (cubano, certamente). O Marco Aurélio a simpatia em pessoa, mais parecia um dândi acompanhando o ex-líder sindical nos ambientes almofadados a que – à época – ainda não estava acostumado…”

Há quem discorde radicalmente de minha avaliação. O Cesar Maia, por exemplo, que também o conheceu no Chile, só se referia a ele como o ‘sargento Garcia’, tentando menosprezar sua influência intelectual sobre Lula. No PT o bombardeio sobre ele, era constante. E no Itamaraty, então, nem se fala. Poucas vezes terá existido alguém tão odiado quanto Marco Aurélio. Na verdade, tenho para mim que ele sempre foi uma anteparo, um para-raios para proteger Lula e depois Dilma.”

O desaparecimento do Marco Aurélio deixará um vazio. Irreparável, talvez. Manteve-se de esquerda toda a sua vida, sem perder os modos cultos e civilizados que o caracterizavam. Não é tudo o que podemos aspirar os que já dobramos o Cabo da Boa Esperança?”

 

Jogo dos 10,25% de erros

A discussão sobre a relação entre TJLP e a Taxa Selic pode confundir leigos, mas quem é do ramo e se deixa enganar, ou é tolo, ou quer fazer os outros de. De forma bem simples, onde está o erro: na taxa de 7% cobrada pelo BNDES para investimentos ou na Selic de 10,25%, segunda maior taxa real de juros do mundo?

 

Espaço ocupado

Oliver Stuenkel, coordenador do MBA em Relações Internacionais da Fundação Getulio Vargas (FGV), alerta que a China pode se beneficiar da inabilidade de negociação de Donald Trump na política internacional. Segundo ele, o presidente chinês, Xi Jinping, saiu fortalecido após a reunião do G20. “O presidente chinês se aproximou da chanceler alemã Angela Merkel no momento em que os EUA deixam o Acordo de Paris. O protecionismo econômico de Trump também privilegia Xi Jinping. Ele deve fechar parcerias comerciais e militares com a União Europeia”, observa.

 

Educação garantida

Algumas emendas aprovadas à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) tratam da fiscalização do cumprimento das metas do Plano Nacional da Educação (PNE) e asseguraram dotações orçamentárias para sua execução, segundo o deputado federal Zeca Dirceu, que apresentou as modificações pela Comissão de Educação. Além disso, o parlamentar incluiu dispositivos que retiram as despesas com manutenção e desenvolvimento do ensino de qualquer corte que o governo venha a realizar no orçamento.

Segundo Zeca Dirceu, as metas estabelecidas pelo PNE ficam mais protegidas, já que terão condições orçamentárias para sua execução. “Com a inclusão desses dispositivos no texto da LDO, poderemos assegurar que a educação não sofra ainda mais com o desmonte e os cortes que o governo tem feito em áreas estratégicas no país”, afirmou o parlamentar.

 

Viva Castro!

De polêmica em polêmica com os médicos brasileiros, daqui a pouco o ministro da Saúde, Ricardo Barros, acaba elogiando os profissionais cubanos e ampliando o programa implantado no Governo Dilma.

 

Rápidas

No próximo dia 31 será realizado o II Workshop Brasil–Dinamarca no Campus Lagoa do Sino da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) para discutir a agroecologia nos dois países. A UFSCar e a Universidade de Aarhus, a segunda maior da Dinamarca, têm colaborado nas áreas de produção e processamento de alimentos e meio ambiente. Detalhes em www.brasil-dinamarca.faiufscar.com *** O custo social do câncer, o acesso ao tratamento e diagnóstico são pautas da I Conferência Nacional de Prefeitas e Governadoras e da VII Conferência Nacional de Primeiras-damas, 10 de agosto, no hotel The Capital São Paulo Itaim. Inscrições em www.femama.org.br/conferenciasnacionais

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Os EUA lavam mais branco

Lavagem de dinheiro através de imóveis tem poucos obstáculos na pátria de Tio Sam.

Apagão já foi tragédia, volta como farsa

Modelo de mercantilização da energia é o culpado.

Volume de reservatórios pode cair a 6% em novembro

Quadro crítico poderá ser alcançado em 2 meses, mesmo com tarifaço.

Últimas Notícias

Condomínios do Rio podem exigir comprovante de vacinação

É recomendado que tal exigência seja aprovada em assembleia por maioria dos presentes

Agronegócio brasileiro ainda está amadurecendo tecnologicamente

Por Regina Teixeira – Especial para o Monitor Mercantil

Livro traz bastidores de aquisições de startups por grandes empresas

Livro: 'Saída de Mestre: estratégias para compra e venda de uma startup'

Plano de assinatura garante um smartphone novo todo ano

A parceria une o propósito da Samsung de trazer inovação a cada lançamento - desta vez oferecendo sua terceira geração de smartphones - e...

WhatsApp testa funcionalidade de indicação de negócios em SP

Por enquanto só São Paulo terá esse recurso