Esqueçam…

O mesmo Armínio Fraga que diz, hoje, não considerar constrangedor recorrer ao empréstimo do FMI para ajudar a fechar as contas externas do país, é o mesmo Fraga que, no início do ano, anunciava, com desdém, que o governo rebarbaria o dinheiro do fundo, porque os fundamentos econômicos iam de vento em popa. Mudou o presidente do Banco Central ou os fundamentos econômicos tucanos são que nem produtos orientais, em lugar de tempo de garantia, prazo de duração?

Não é Viagra
Para os excessivamente empolgados com os US$ 9,6 bilhões que o BC foi buscar agora no FMI, é bom recordar que, ano passado, o empréstimo de US$ 4,250 bilhões do fundo virou pó em apenas quatro meses. Esse total praticamente empatou com as perdas das reservas entre outubro e dezembro do ano passado, que fizeram o país esterilizar US$ 4,179 bilhões com pagamento de juros e principal. Esse número correspondeu a 56,5% da sangria sofrida pelas reservas internacionais do país em 2001, que chegou a US$ 7,382 bilhões.

Senha
Antes de representar a tranquilidade propalada pela equipe econômica de FH, o empréstimo do FMI pode ser – a exemplo do que ocorreu em outros países em crise – a senha para os especuladores saírem do país enquanto é tempo. Algo do tipo “o último a sair apaga a luz”.

Pão
Será hoje a audiência pública em que a Comissão de Defesa do Consumidor tratará do projeto de lei do deputado Aldo Rebelo (PcdoB-SP), que obriga adição de derivados de mandioca à farinha de trigo. O objetivo do projeto é reduzir a importação de trigo.

Pelo ralo
A vulnerabilidade às fraudes e a má administração estão levando as operadoras instaladas no Brasil a perder pelo menos 2% de suas receitas anuais. A estimativa é do presidente da empresa especializada em soluções de tecnologia para as operadoras Inttegra, Tales Navarro. Ele avalia que tanto as operadoras fixas quanto as de celular estão deixando de arrecadar cerca de US$ 50 milhões ao ano. Segundo Navarro, entre os problemas mais graves estão erros de bilhetagem de serviços, que acarretam cobrança errada ou realizada com grande atraso. Outras falhas são a pirataria de linhas e a clonagem de cartões pré-pagos.

Colaboração
O PSB quer a participação da sociedade na elaboração de seu programa de governo para o Brasil. O anteprojeto está acessível no site do candidato à Presidência  Anthony Garotinho (www.garotinho40.com.br) e fica aberto a sugestões até outubro, quando terá a redação final. As sugestões, assim como comentários sobre o anteprojeto, também podem ser feitas pelo correio, endereçados à Comissão de Elaboração do Programa de Governo, no endereço eletrônico cepg@wb.com.br ou por carta tradicional (Av. Nilo Peçanha, 50/2.709, Centro, Rio de Janeiro (RJ), CEP 20.020-906). Difícil vai ser, caso Garotinho seja eleito, ver alguma dessas propostas implementadas. Pouco afeito a programas, o candidato se guia mais pela sua “intuição”.

Gol contra
A Agência Sebrae de Notícias iniciou, segunda-feira, a distribuição de uma série de cinco reportagens sobre as incursões dos jogadores tetracampeões de 1994 no mundo dos negócios. O primeiro da série, no entanto, ficaria mais adequado para um estudo de caso de como não fazer. Trata-se da mal-sucedida experência do Café do Gol, uma, das muitas, bolas para fora de Romário longe dos gramados. O Sebrae também divulgou projetos bem-sucedidos como os de Raí, Leonardo e Jorginho. Os interessados em maiores detalhes podem acessar o sítio do Sebrae (www.sebrae.com.br).

“Risco Fraga”
Com menos alarde da imprensa, mas nem por isso menos doloroso e sem que deixe de ter repercussões importantes, o calote dos bancos e do Banco Central nos investidores de fundos de renda fixa e DI continua. Dia sim, dia também sim, clientes de algum desses fundos sofre o desprazer de ver suas aplicações sofrerem perdas nominais.

Artigo anteriorÀ beira do abismo
Próximo artigoPoupança nacional
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Argentina fechará com China parceria do Cinturão e Rota

Iniciativa pode ser pontapé inicial para desenvolvimento e integração da América Latina.

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Preços ao consumidor de março avançaram mais que esperado

Veículos novos registraram o segundo mês consecutivo sem variação, enquanto os usados apresentaram variação positiva.

Castello Branco diz adeus à Petrobras

Assembleia de acionistas da estatal aprovou a destituição.

Alerj pede ao STF suspensão do pagamento de dívida na pandemia

Alerj estima que desde março de 2020, quando se iniciou a pandemia, o Estado do Rio já quitou R$ 1 bilhão em juros da dívida com a União.

Governo Bolsonaro tumultua e população vive drama para receber auxílio

Consórcio do Nordeste, formado por todos os governadores da região, defende que governo descentralize pagamento do benefício.

Indústria do cimento cresce 19% no 1º tri

Mau desempenho no primeiro trimestre de 2020, em razão das fortes chuvas e do início da pandemia, frente ao mesmo período de 2021, refletiram na alta do setor.