28.7 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 18, 2021

Estado máximo

Durante o lançamento do livro Sociedade e Economia: estratégias de crescimento e desenvolvimento, editado pelo Ipea sob a coordenação de João Sicsú e Armando Castelar, o economista Samuel Pessoa, que se autoclassifica como liberal, fez uma afirmação que causou certa surpresa: “Se tivesse que escolher entre morar nos EUA ou na Suécia, optaria pelo país europeu, onde existe mais Estado e mais segurança do que nos EUA.” Para os brasileiros, os liberais recomendam Estado mínimo e livre mercado.

Aumente seu desempenho
O espaço de serviços para empresários do mercado de crédito, cobrança e risco, inaugurado nesta quinta pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), é capaz de ajudar a melhorar em até 40% o desempenho em transações comerciais. Na nova área serão discutidas soluções personalizadas para inadimplência, recuperação de crédito e propensão ao consumo.
O Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) também fica à disposição dos empresários para apoiá-los no desenvolvimento de novos modelos estatísticos. O espaço fica na R. Boa Vista, 84, 8º andar (Centro-SP).

Sem crise
As vendas das farmácias e drogarias independentes associativas atingiram a marca de R$ 610,5 milhões até março, crescimento de 14,7% em relação ao mesmo período de 2008. Os medicamentos representaram 74% do total de vendas registradas no ano passado; cosméticos e artigos de perfumaria, 21,3%; e outros produtos, 4,7%. Os medicamentos de marca foram os mais consumidos, representando 62,6% das vendas; os similares, 27,1%; e os genéricos, 10,3%. Os dados são da Federação Brasileira das Redes Associativistas de Farmácias, que representa 26 redes independentes.

Nova queda
O comércio carioca vendeu 2% menos em abril em comparação com igual período do ano passado, de acordo com a pesquisa Termômetro de Vendas, divulgada mensalmente pelo Clube de Diretores Lojistas (CDL-Rio). Os primeiros três meses de 2009 também registraram resultado negativo. Em comparação com março as vendas em abril registraram queda de 6,5%. No acumulado de janeiro/abril houve redução de 1,9%. Calçados (2,3%) tecidos (2%), móveis (3%) e óticas (1%) tiveram alta nas vendas.

Acorda, Meirelles!
O presidente do CDL-Rio, Aldo Gonçalves, diz que para a retomada do crescimento do comércio e da economia da cidade e do país é necessário não haver desaceleração da redução da taxa Selic. “Isso é importante não só para a normalização da concessão de crédito e redução da taxa de juros no mercado, mas, também, para evitar uma continuidade da valorização do real, que gera uma artificialidade, aumento das importações e redução do emprego, renda e consumo interno”, conclui.

Iguais, mas diferentes
Para obter certidões em cartórios, toda busca deverá ser acompanhada do nome dos pais e do CPF do nome pesquisado. O projeto da deputada Graça Pereira (DEM), aprovado em primeira discussão na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, quer evitar as constantes confusões com homônimos – das quais, aliás, um dos titulares dessa coluna é vítima. “Transformada em lei, esta proposta evitará o constrangimento ao qual são submetidos centenas de cidadãos pela existência de homônimos”, aposta a parlamentar.

Colado
“A Crise Mundial e o Brasil” é o tema da palestra que professor Marcos Coimbra fará no próximo dia 24, dentro do Encontro Incaer, realizado na sede do Instituto Histórico Cultural da Aeronáutica (Praça Mal. Âncora, 15-A – Centro – RJ) a partir de 14h.

Biruta
A nota publicada na véspera na coluna sobre a determinação da TAM a seus funcionários para só darem entrevistas sobre o acidente com o Airbus da Air France com autorização da empresa foi vítima de turbulência redacional. O texto dizia que, como cliente da Boeing, principal rival da Airbus, a TAM teme que comentários sem controle possam “comprovar ruídos na sua relação com o mercado de aeronaves”. Leia-se provocar.

Artigo anteriorConquista
Próximo artigoGol contra
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.